Assinar
Cultura

Castelo de Leiria versão multiusos ganhou cinco mil visitantes

Este ano já recebeu duas mil crianças num só dia, um festival gótico, uma apresentação da empresa Cisco e neste sábado há salsa e ritmos latinos na Igreja da Pena e nos Paços Novos. O que se passa afinal com o Castelo de Leiria?

Este ano já recebeu duas mil crianças num só dia, um festival gótico, uma apresentação da empresa Cisco e neste sábado há salsa e ritmos latinos na Igreja da Pena e nos Paços Novos. O que se passa afinal com o Castelo de Leiria?

Gonçalo Lopes, vereador da Cultura da Câmara de Leiria, diz que é o cumprir de uma promessa eleitoral. “A aposta era criar um castelo de sonhos, com acções afirmam que o património, cultura e identidade de Leiria no contexto local e nacional”.

Em sete meses, o Castelo de Leiria ganhou cinco mil entradas e a aposta vai continuar. “Estava a perder visitantes nos últimos anos”, recorda Gonçalo Lopes, lembrando a tendência decrescente da média de 50 mil ingressos/ano no monumento.

Na lógica de criar uma agenda atractiva, no final deste mês acontece também a recriação “Na Corte d’El Rei D. Dinis”.

A iniciativa assinala a abertura do ano lectivo e abre ao público nos dias 25 e 26 de Setembro, com recriações, artesanato, gastronomia, fogo de artifício e até uma simulação de plantação do pinhal de Leiria.
“Será a última grande prova de que é possível fazer no Castelo de Leiria um evento para um número significativo de pessoas”, sublinha o vereador.

Mas vêm mais novidades a caminho: o Festival de Jazz deve levar dois concertos ao monumento e, depois da interrupção nos meses frios, haverá baile de máscaras.

“Estamos abertos a propostas mas não queremos que o castelo se torne numa discoteca ou algo do género”. A Câmara de Leiria já recusou ofertas para festas com djs “até às 5 da manhã”. Mas também lançou desafios. À SAMP propôs fazer um Castelo das Artes em Leiria, à semelhança do Pinhal das Artes. Ainda não recebeu resposta.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.