Assinar
Desporto

Mick Fanning confirma estatuto na “máquina de lavar gigante” de Supertubos

Mick Fanning, terceiro do Circuito Mundial de surf e campeão em 2007 e 2009, e o compatriota Taj Burrow foram dos poucos favoritos a superar a primeira eliminatória do Rip Curl Pro Portugal.

O australiano Mick Fanning, terceiro do Circuito Mundial ASP de surf e campeão em 2007 e 2009, e o compatriota Taj Burrow foram dos poucos favoritos a superar a primeira eliminatória do Rip Curl Pro Portugal.

Mick Fanning em acção (fotografia: Carlos Pinto/Rip Curl)

Na praia de Supertubos, onde arrancou oitava a etapa do circuito, Fanning, que defende o título do “Search” conquistado em Peniche, garantiu a presença na terceira ronda e classificou o mar de Peniche como “uma máquina de lavar gigante”.

“Eu preciso de ganhar estes campeonatos e é isso que estou a tentar fazer”, referiu o australiano, que, depois de ter vencido recentemente o Quiksilver Pro France, alimenta a esperança de “roubar” o décimo título ao norte-americano Kelly Slater.

Fanning venceu o quinto “heat”, alcançando 12,67 pontos, ao bater o luso-alemão Marlon Lipke (12,1), que venceu os “trials”, e o compatriota Daniel Ross (8,73), enquanto Burrow, quarto no “ranking”, bateu Brett Simpson e Travis Logie.

Slater, atual líder do Circuito, o sul-africano Jordy Smith, segundo na hierarquia, e o português Tiago Pires, 15.º, não conseguiram vencer as suas baterias e foram relegados para a repescagem.

Contabilizando 13,1 pontos, Slater foi surpreendido pelo australiano Tom Whitaker, 31.º do Mundo, que somou 14,67 pontos, e apenas superou o “wildcard” brasileiro Bruno Santos (3,03), no sexto “heat”.

A mesma “sorte” teve Jordy Smith, cujos 11,07 pontos foram insuficientes perante a marca do norte-americano Gabe Kling (14,94), 35.º e último do “ranking” Mundial. O australiano Adam Melling, 23.º, foi o pior da quarta bateria, com 6,7 pontos.

No sétimo confronto, “Saca”, 15.º do Mundo, somou 10 pontos, mas viu o australiano Matt Wilkinson, 27.º, vencer, com 12,66, relegando o “favorito” Adrian Buchan, sexto na hierarquia, para o último posto, com 8,3.

Além do vencedor do Rip Curl Pro Search 2009, de Whitaker, Kling e Wilkinson também os norte-americanos Taylor Knox e Dusty Payne, o francês Jeremy Flores e os australianos Taj Burrow e Owen Wright garantiram uma presença na terceira eliminatória da etapa lusa.

Depois dos nove “heats” disputados esta tarde, Damien Hobgood, Fredrick Patacchia e Luke Stedman ainda vão disputar o 10.º “heat”, enquanto Michel Bourez, Bobby Martinez e Kai Otton, estreiam-se na bateria imediata.

A finalizar a primeira eliminatória, Andy Irons, 10.º do Circuito e campeão em 2002, 2003 e 2004, defronta o brasileiro Jadson André, atualmente em igualdade pontual com o havaiano, e o norte-americano Patrick Gudauskas, 26.º.

Na segunda feira, a organização vai conferir as condições do mar, às 08:00 horas, para um possível início 30 minutos depois. O período de espera do Rip Curl Pro Portugal decorre até 18 de outubro.

Em 2009, o “Search” foi ganho por Fanning, que viria a sagrar-se campeão do Mundo pela segunda vez, ao bater na final o compatriota Bebe Durbidge. Tiago Pires foi afastado pelo norte-americano Nathaniel Curran, na primeira ronda, terminando a prova na 33.ª posição.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.