Assinar
Andebol

João Marques: “Dirigismo desportivo, em Leiria, nunca mais”

Foi presidente do Atlético Clube da Sismaria durante onze anos e abandonou o cargo no início do mês. Já recebeu diversos pedidos para ponderar a decisão, mas nada o fez voltar atrás.

Foi presidente do Atlético Clube da Sismaria durante onze anos e abandonou o cargo no início do mês. Já recebeu  diversos pedidos para ponderar a decisão, mas nada o fez voltar atrás.

Na origem da demissão de João Marques do cargo, está o atraso no  pagamento de um apoio por parte da Câmara Municipal de Leiria, no valor de 1.582 euros. O que o obrigou a utilizar dinheiro do próprio bolso para pagar compromissos assumidos perante a Federação Portuguesa de Andebol, correspondentes à inscrição de jogadores e equipas do clube em campeonatos nacionais.

“Recebi pressões enormes dos “meus meninos”, da Federação, da Associação de Leiria, de clubes e até da própria Câmara para não me demitir, mas a decisão já estava tomada”, esclarece.

Agora, João Marques quer ser apenas treinador da formação de infantis e reafirma “dirigismo desportivo em Leiria, nunca mais”.

Em assembleia geral, na última semana, foi criada uma Comissão de Gestão, que nos próximos dois meses, até ser marcada data para eleições, vai realizar a gestão da vertente desportiva do ACS. Quanto aos restantes projectos do clube, ficarão parados.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.