Assinar
Desporto

Liga interna de futvólei aguça competição e companheirismo na União de Leiria

“Se não te sentires capaz de vencer, podes desistir já…”. O desafio foi lançado e ninguém quis faltar. A Liga Interna de Futvólei da União de Leiria terminou ao fim de 10 jornadas e foi ganha pelos Tsunami.

“Se não te sentires capaz de vencer, podes desistir já…”. O desafio foi lançado e ninguém quis faltar.

Regras: a bola não pode cair, só são permitidos três toques para passar a bola para o campo adversário e os árbitros são os próprios jogadores.

A Liga Interna de Futvólei da União de Leiria terminou ao fim de dez jornadas e foi ganha pelos Tsunami, equipa constituída por Zahovaiko, Arthuro, Diego e Cepeda (que substituiu Bruno Miguel).

Os campeões vão agora receber um “jantarinho” oferecido pelos restantes colegas. E apesar da derrota por 10-9, nem os Vingativos (Silas, Vinicius, Diogo e Marcos Paulo) deixaram de festejar.

A ideia de organizar um campeonato interno partiu da equipa técnica, com o objectivo de aumentar os níveis competitivos e a relação entre os atletas. “Quisemos desenvolver a interacção entre o grupo, criar relações mais fortes entre jogadores que não se relacionam tanto e desenvolver laços para confirmar a ideia de família”, explica Carlos Campos, preparador físico da União de Leiria.

Joelhinhos, Largados, Mengão e Resto do Mundo foram as outras equipas a participar na competição, compostas por quatro elementos cada. E o regulamento era claro: “queixas sobre a constituição das equipas deverão ser dirigidas à FIFA! Como podem ver não excluímos ninguém (pessoal com problemas de joelhos, chineses, jogadores cujo país de origem não tem praia, indivíduos de baixa estatura, …)”.

Leia mais na edição de 19 de Novembro de 2010.

Marina Guerra
marina.guerra@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.