As adversidades do país não passam ao lado das colectividades e associações desportivas da região. Dirigentes pedem  mais apoios e pensam em colocar um ponto final na actividade.

Reduzir os custos com os atletas, terminar com equipas ou encerrar a prática da modalidade são algumas das acções que dezenas de clubes da região estão a realizar. A crise que o país atravessa não deixa muita margem para manobra e os dirigentes desportivos começam a colocar as mãos na cabeça à procura de uma solução.

E há situações para todos os  gostos. Os que devem centenas de euros, os que têm as dívidas controladas e os que para não ter dívidas preferem fechar  portas. Para a sua sobrevivência conta, muitas vezes, o apoio das autarquias, através de subsídios.

Grupo de Atletismo de Fátima, Sporting Clube de Pombal ou Grupo Desportivo e Recreativo do Casal Novo são alguns exemplos de clubes nesta situação e que apresentamos na edição desta semana do REGIÃO DE LEIRIA.