Assinar Edições Digitais
Sociedade

Burla e falsificação lesaram comerciantes da zona centro em 90 mil euros

A Polícia Judiciária de Leiria anunciou ter concluído uma complexa investigação ?respeitante à prática de cerca de duas dezenas crimes de burla qualificada, falsificação de documentos e falsa identidade.

A Polícia Judiciária de Leiria anunciou hoje ter concluído uma complexa investigação ?relativa à prática de cerca de duas dezenas crimes de burla qualificada, falsificação de documentos e falsa identidade.

Os crimes lesaram gravemente vários comerciantes da zona centro do país, causando-lhes um prejuízo aproximado de 90.000 euros.

Num dos seus “modus operandi” conhecidos, o arguido, que foi detido por duas vezes e que se encontra preso preventivamente, seleccionava as vítimas a partir de anúncios colocados em “sites” na Internet para a venda de viaturas automóveis, de média e alta gama.

O burlão contactava  esses potenciais vendedores e levando-os a entregaram-lhe os seus bens, através de artifícios fraudulentos, simulando o pagamento por transferências bancárias e emissão de cheques falsos.

Para este efeito, apresentava-se, ainda, como advogado, médico, inspector da Polícia Judiciária ou, ainda, como marido de pessoas com estas profissões, cativando assim a confiança das suas vítimas.

Para além disso, recorria com frequência ao contacto telefónico para alguns estabelecimentos comerciais, identificando-se como inspector da ASAE, levando os proprietários a entregarem-lhe, através de pagamentos bancários, diversos montantes falsamente justificados com hipotéticas coimas inexistentes e com a ameaça de fecho dos estabelecimentos em causa.

A investigação agora concluída, compilada em seis volumes e seis apensos, foi agora remetida ao Ministério Público no Tribunal Judicial de Leiria com proposta de acusação.