Assinar Edições Digitais
Sociedade

Maria José Nogueira Pinto sepultada em Óbidos

Cerca de duas centenas de pessoas, entre familiares e figuras públicas, acompanharam, ao final da tarde de hoje, em A-dos-Negros, concelho de Óbidos, o funeral de Maria José Nogueira Pinto.

Cerca de duas centenas de pessoas, entre familiares e figuras públicas, acompanharam, ao final da tarde de hoje, em A-dos-Negros, concelho de Óbidos, o funeral de Maria José Nogueira Pinto.

Maria José Nogueira Pinto

O corpo da Maria José Nogueira Pinto chegou a A-dos-Negros minutos antes das 17:30 e foi sepultado num jazigo, no cemitério local, depois de uma cerimónia religiosa que se prolongou por cerca de 20 minutos.

Manuela Ferreira Leite foi uma das figuras presentes na cerimónia fúnebre a que assistiram, entre outros, António Pires de Lima, Ribeiro e Castro e José Miguel Júdice, que disse à Agência Lusa recordar Maria José Nogueira Pinto como uma das suas “melhores amigas”.

Também presente na cerimónia esteve o antigo ministro da Justiça Álvaro Laborinho Lúcio, que recorda a Nogueira Pinto como “uma mulher muito sensível, muito inteligente, e muito firme na defesa das suas ideias” que, na vida política, frisa, “deu sempre o grande gosto” de poder ser vista “como uma mulher de uma grande seriedade, de uma grande honestidade”.

Alguém que, acrescenta, “vai fazer muita falta”, sobretudo num tempo em que “a seriedade das pessoas é importante”.

Maria José Nogueira Pinto mantinha uma ligação afetiva à localidade de A-dos-Negros, onde os seus pais adquiriram uma quinta na qual a família passava férias e fins-de-semana, sendo conhecidos pelos atos de beneficência para com a igreja e instituições locais.

Maria José Nogueira Pinto morreu quarta-feira, aos 59 anos, vítima de cancro. Foi deputada entre 1995 e 1999, eleita pelo CDS-PP, e depois entre 2009 até à data, mas pelo PSD. Na atual legislatura esteve presente nas duas primeiras sessões plenárias, referentes à eleição da presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, não tendo já comparecido à discussão do programa do Governo, na quinta e na sexta-feira da semana passada.

Jurista de formação, foi ainda subsecretária de Estado da Cultura do XII Governo Constitucional, dirigido por Cavaco Silva, provedora da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, membro da direção da Maternidade Alfredo da Costa e vereadora da autarquia da capital pelas listas do CDS-PP.