Assinar
Cantinho dos Bichos

Esterilização: Prevenção ou contra-natura?

Hesita entre deixar o seu cão e/ou o seu gato como a Natureza o fez, ou avançar para a esterilização do bicho? A prática, se não está generalizada, é pelo menos crescente.

Hesita entre deixar o seu cão e/ou o seu gato como a Natureza o fez, ou avançar para a esterilização do bicho? A prática, se não está generalizada, é pelo menos crescente.

Cada vez mais os donos de cães e gatos optam pela esterilização do seu animal de estimação, existindo uma contribuição das próprias clínicas veterinárias. “Nós aconselhamos porque tem mais vantagens que desvantagens”, revela Marta Barreto, do Centro Veterinário do Oeste.

E há um momento certo para a esterilização? Pergunte ao seu veterinário porque as opiniões dividem-se. Há quem aconselhe que se espere pelo primeiro cio, outros entendem que quanto mais cedo melhor. A esterilização de cadelas e gatas, especialmente, são sugeridas pela veterinária pela prevenção “de tumores mamários, problemas a nível dos ovários e sobretudo uterinos”, precisa, embora nos cães a castração também consiga acautelar problemas relacionados com a próstata.

Os preços das esterilizações das cadelas e gatas nunca foram convidativos, mas, realça Marta Barreto, “é só uma questão de fazer contas e perceber que ao final de alguns anos, entre pílulas e injecções, esse investimento está pago, com a mais-valia de evitar complicações”.

A questão do controlo da população é outro dos incentivos. Em períodos de cio, cães e gatos têm maior tendência para escapar das casas onde habitam, propensão para serenatas estridentes e infindáveis, assim como para marcar território. E mais riscos de serem atropelados e de se envolverem em lutas.

Contras? Há um. Convém avisar que uma vez esterilizados os animais têm a tendência para engordar. Nada que o dono não possa controlar, já que a obesidade é uma opção.

João Carreira

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.