Assinar
Sociedade

Família da criança falecida em Pombal fica alojada na mesma localidade

Os pais e a irmã da criança que morreu hoje no concelho de Pombal, na sequência de um incêndio na habitação, vão ficar alojados em casa de familiares, disse à Lusa fonte da Protecção Civil.

Os pais e a irmã da criança que morreu hoje no concelho de Pombal, na sequência de um incêndio na habitação, vão ficar alojados em casa de familiares, disse à Lusa fonte da Protecção Civil.

Nuno Osório, comandante operacional do município de Pombal, adiantou à agência Lusa que os familiares da criança de cinco anos (e não quatro como o referido pelo CDOS de Leiria) ficarão em casa da avó paterna, situada na mesma localidade, “para não desagregar a família”.

O responsável disse ainda que o caso foi encaminhado para a Segurança Social, para que a família atingida beneficie de apoio psicológico e financeiro.

Sem conhecer as causas do incêndio, que uma fonte disse que estão a ser alvo de investigação pela Polícia Judiciária, Nuno Osório confirmou que a casa atingida pelas chamas ficou completamente destruída, sem condições de habitabilidade.

Segundo o comandante operacional, tratava-se de uma habitação antiga que tinha sofrido obras de restauro.

A criança de cinco anos que veio a morrer no hospital estava no quarto junto com uma irmã de três, que sofreu ferimentos ligeiros, tendo sido retiradas do interior da casa pelo pai, que teve de partir os vidros da janela para entrar no compartimento, explicou ainda Nuno Osório.

O incêndio terá deflagrado cerca das 06:00, tendo ainda provocado ferimentos também ligeiros nos pais das crianças.

“A menina entrou já sem sinais vitais. Tentámos fazer tudo o que era possível, nomeadamente manobras de ressuscitação”, mas o óbito acabou por ser declarado às 7:05, disse à Lusa a presidente do conselho de administração do Hospital de Pombal, Helena Porfírio.

No local estiveram 10 elementos dos Bombeiros de Pombal, com três viaturas, e duas patrulhas da GNR.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.