Assinar
Cultura

Festival Acaso apresenta 20 espectáculos a Leiria e Batalha

A 16ª edição do Acaso – Festival de Teatro espera atrair a Leiria e Batalha dois mil espectadores até ao final de Outubro.

A 16ª edição do Acaso – Festival de Teatro espera atrair a Leiria e Batalha dois mil espectadores até ao final de Outubro.

A iniciativa organizada por “O Nariz” – Teatro de Grupo, de Leiria, integra 20 espectáculos até 20 de Outubro e é complementada por um workshop e duas tertúlias.

Durante o festival será possível assistir a espectáculos d’”O Nariz” – Teatro de Grupo, “A Barraca”, circOnferências, Improvisos no Arame, Palmilha Dentada, Passpartout Preto, Pedro Costa e David Sardinha, Kevlar, ESTE – Estação Teatral, ACERT e Contadores de História (Jorge Serafim e António Fontinha).

Os preços dos ingressos variam entre três e sete euros em Leiria. Na Batalha todos os espectáculos são gratuitos.

PROGRAMA

Sábado, 17 Setembro – 21h – Bar Alinhavar – Leiria (Até final do Festival)
Exposição de Fotografia – “O Outro Lado”

Paulo Azevedo
Nasceu em Lisboa em 1967, iniciou-se na fotografia em 1990. Frequentou um curso de fotografia no IPJ, ganhou um 3º prémio na Maratona Fotográfica de Lisboa em 1992, depois de uma pausa retomou a atividade em 2001 onde se dedicou mais à fotografia de espetáculos, na sua maioria teatro. Expôs em Lisboa, Porto de Mós e Leiria. Participou num concurso nacional para fotógrafos amadores onde teve quatro fotografias entre as 100 melhores em exposição.
Atualmente reside em Leiria.

Domingo, 18 Setembro – 22h – Castelo de Leiria
“O Nariz” – Teatro de Grupo – ESTREIA

“Panza e De La Mancha”, a partir de D. Quixote de La Mancha
M12
Sinopse
A ação transcorre em diferentes lugares de um centro de correção que pode ser uma prisão, um hospital psiquiátrico ou algo semelhante.
Nessa franja ambígua, onde são colocadas as pessoas para serem corrigidas, vigiadas e controladas, sucede tudo.
Nos corredores, no pátio, nos banhos, na memória de Sancho Panza e no corpo de D. Quixote, presos num carcel de ar.

Ficha Artística
Texto: Pedro Oliveira e David Ramy
Encenação: Pedro Oliveira
Elenco: David Ramy e Pedro Oliveira
7€/5€ (sócios Nariz)

Quarta, 21 Setembro – 16h e 21h30 – Auditório Municipal da Batalha
“O Nariz” – Teatro de Grupo
“A Princesa do Amor de Sal”, Rita Lello
M6
Sinopse
Esta história é uma reflexão sobre os dias de hoje, em que uma sociedade envelhecida se debate com problemas crónicos de abandono dos mais velhos, após a partilha da herança pelos mais novos. Uma tragédia em tom de comédia para que o jovem público tenha oportunidade de rir e chorar com um drama transversal às sociedades ocidentais.

Ficha Artística
Encenação: Pedro Oliveira
Interpretação: Pedro Oliveira – Rei Lear; David Ramy – Yorik, bobo do rei; Dora Conde – Cordélia; Ana Rosa Ferreira – Isabella; Vânia Jordão – Miranda; António Cova – Florizel
Entrada Livre

Quinta, 22 Setembro – 22h – Teatro Miguel Franco – Leiria
ACERT
circOnferências, a partir de “As Conferências do Sr. Eliot” de Gonçalo M. Tavares e “Dicotomias” de Hélia Correia
M12

Sinopse
Um casal utiliza meios audiovisuais rudimentares para expor oralmente a explicação de quatro versos, no caso dele, e uma mensagem de perigo eminente no caso dela. Ela é assistente na conferência dele. Ele é o marido na narrativa dela.
1ª Conferência: O Sr. Eliot, conferencista, consegue explicar o qua¬se inexplicável: versos.
2ª Conferência: Uma mulher em fuga transmite uma mensagem de perigo eminente. Começa uma narrativa de acontecimentos, explicando que na sua cidade ocorreu uma profunda mudança que vai ameaçar a liberdade dos humanos.

Ficha Artística
Encenação: Pompeu José
Interpretação: Ilda Teixeira e Pompeu José
7€/5€ (sócios Nariz)

Sábado, 24 Setembro – 23h – Recreio dos Artistas – Leiria
(Zona Industrial dos Pousos – Travessa Florbela Espanca – Charneca da Touria)
Improvisos no Arame
Teatro, Música, Dança, Poesia

Espaço de apresentação de momentos singulares, não repetíveis, improvisados e sem ensaios prévios, (salvo rara exceção), sem ordem programática ou cronológica que só toma forma quando o arame está na mão do artista que nos vai dizer algo, num curto espaço de tempo e que possa dar lugar aos inscritos de participarem.
Entrada Livre

Quinta, 29 Setembro – 22h – Teatro Miguel Franco – Leiria
“A Barraca”
“Peça para Dois”, Tennessee Williams
M16
Sinopse
Quando Felice e Clare, dois Atores – irmão e irmã – em tournée, são abandonados pela sua Companhia de Teatro, num decadente “Teatro de província de uma província que ninguém sabe onde fica.” e são confrontados por um público que espera uma atuação, tentam a “Peça Para Dois” – uma ilusão dentro da ilusão, “de certeza a peça mais estranha do nosso reportório. Pessoal de mais, talvez… as personagens têm os nossos nomes e…”, afirma a dada altura Clare – uma peça em que dois irmãos, Felice e Clare, vítimas ou assassinos dos seus pais, lutam para conseguir sair de casa numa pequena cidade que já os condenou.

Ficha Artística
Tradução: Rita Lello
Espetáculo de: Rita Lello
Interpretação: Rita Lello, Pedro Giestas
7€/5€ (sócios Nariz)

Sábado, 1 Outubro – 23h – Recreio dos Artistas – Leiria
(Zona Industrial dos Pousos – Travessa Florbela Espanca – Charneca da Touria)
“O Nariz” – Teatro de Grupo
“Sopa de Massa”, Constantino Mendes Alves
M16
Sinopse
“Sopa de Massa” é um monólogo satírico de um homem perdido na sua vida, que se procura num percurso através da grande cidade, por entre a rotina do vício e a rotina hipócrita do sistema social.
“Ó Carlitos, tu tens é de voltar para casa, impores-te à tua mulher, dizeres que estás regenerado, que não voltas a violá-la, que és um santo homem, que agora é a valer, vais arranjar trabalho, não voltas a gamar. Dizes assim à tua mulher”, dizia, ele, o Carlos – “A rua não é para mim, não sou da estirpe da vadiagem”.

Ficha Artística
Encenação: Pedro Oliveira
Interpretação: Pedro Oliveira e Gonçalo Pereira (Fagote)
5€/3€ (sócios Nariz)

Quarta, 5 Outubro – 21h30 – Auditório Municipal da Batalha
Palmilha Dentada
“O Guardião do Rio”, Ricardo Alves M16

Sinopse
“O Guardião do Rio” e é sobre o aborrecimento. Mas não é aborrecido. É daquelas comédias levezinhas que assenta fundamentalmente em truques cénicos e em trabalho de ator. O ator é muito bom e vai muito bem. A cenografia, apesar de escassa, é bonitinha. Mas os bonecos, máscaras e marionetas compensam porque são realmente fabulosos. A música… a música fica no ouvido, as melodias são ritmadas:
Usar o cérebro com parcimónia
é regra para uma vida feliz
La la la la la la

Ficha Artística
Encenação: Ricardo Alves
Interpretação: Ivo Bastos
Entrada Livre

Quinta, 6 Outubro – 22h – Teatro Miguel Franco – Leiria
Palmilha Dentada – ESTREIA
“O medo que o General não tinha”, Ricardo Alves
M16
Sinopse
Elementos Suspeitos e a sua atividade
Ervidel:
Manuel Alexandre Rita Ribeiro, solteiro, ceareiro, nascido a 24-7-915, na freguesia de Ervidel, concelho de Aljustrel, filho de Manuel Alexandre Ribeiro e de Ana Bárbara Rita, residente em Ervidel. Este indivíduo manifestou-se abertamente a favor de Humberto Delgado, quando da última campanha eleitoral para Presidência da República. Na passagem do candidato da oposição por Ervidel, o Manuel Alexandre Rita Ribeiro foi dos que mais entusiasmo revelou, tendo chegado a atirar-se para cima do carro em que o candidato seguia. Foi referenciado no relatório semanal confidencial nº 1361-s.-r., de 1 do corrente, apenas como Manuel Alexandre.

Ficha Artística
Encenação: Ricardo Alves
Interpretação: Rodrigo Santos
7€/5€ (sócios Nariz)

Sexta, 7 Outubro – 22h – Recreio dos Artistas – Leiria
(Zona Industrial dos Pousos – Travessa Florbela Espanca – Charneca da Touria)
PASSPARTOUT PRETO apresenta L.A. HOUDINI TOUR
Apresentação de álbum/antologia precoce

Em 91, começou o percurso de uma das mais aclamadas bandas da música nacional. Responsáveis pelo movimento do “Corriqueirismo”, os Passpartout Preto influenciaram muito daquilo que hoje consideramos como música contemporânea. Eles tocam música espectacular.
Depois de anos na estrada, os Passpartout Preto (Helder Guimarães, Luís Pedro Cardoso, Nuno Preto, Pedro Frias, Rodrigo Santos e o “roadie” Dário Pais) regressam agora ao passeio. O passeio da memória? O passeio da fama? O Passeio Alegre? Não, a faixa dos que passam pela vida sem se esquecer dos que por ela passaram.

Dário Pais – Guitarras e voz à Lemmy, dos Motorhead; Helder Guimarães – Em banho-maria no estrangeiro; Luís Pedro Cardoso – Teclas, Groovebox, voz e Ska Look; Nuno Preto – Feliscorne, quase só; Pedro Frias – Groovebox, teclas, voz e danças esquisitas; Rodrigo Santos – Baixo, Groovebox, Programações e voz e Licor Beirão
5€/3€ (sócios Nariz)

Quinta, 13 Outubro – 22h – Teatro Miguel Franco – Leiria
Teatro de Giz
“Imundação”, Marta Freitas
M16
Sinopse
O Gabriel é o nosso personagem, a nossa “ilha”, o nosso duplo, o nosso amigo imaginário, ou simplesmente um anjo. Um anjo da contemporaneidade, personagem sofrida e solitária mas simultaneamente inventiva e criativa. O nosso Gabriel, é o criador deste universo teatral, pelas diferentes perspetivas sobre os acontecimentos e suas memórias, e pela criação de um duplo, que é um outro diferente e não um outro duplicado e igual a si mesmo. Ele é um ser bipolar, mutante, extravagante, com quem qualquer um se pode identificar e dizer “reconheço a sensação”. Este dilúvio que o Gabriel receia e anseia, pode ser a libertação de tudo o que está escondido no nosso interior, e que aqui – neste espelho mágico que é o teatro – pode ser desejado e acarinhado, porque também faz parte de nós.

Ficha Artística
Encenação: Ana Luena
Interpretação: Lia Goulart, Maria Miguel, Teresa Cerqueira e Vanessa Santos
5€/3€ (sócios Nariz)

Sexta, 14 Outubro – 22h – Recreio dos Artistas – Leiria
(Zona Industrial dos Pousos – Travessa Florbela Espanca – Charneca da Touria)
Pedro Costa e David Sardinha (Música)
Pedro Costa – Guitarra
David Sardinha – Clarinete e baixo
3€

Sábado, 15 Outubro – 22h – Recreio dos Artistas – Leiria
(Zona Industrial dos Pousos – Travessa Florbela Espanca – Charneca da Touria)

KEVLAR (Música)
“Os KEVLAR vão mostrar-nos o seu “Rock do Deserto”, impregnado de poeiras com grãos de Queens Of The Stone Age, Mondo Generator e Eagles Of Death Metal, com ataques epiléticos à lá Mudhoney, Kyuss ou Nirvana.” (por Carlos Matos)

Ficha Artística
Bruno Leitão: Voz; Luis Diogo: Baixo; Samuel Pedrosa: Bateria; Tiago Cardoso: Guitarra
3€

Domingo, 16 Outubro – 16h – Castelo de Leiria
Contadores de Histórias

Jorge Serafim – Técnico no setor infanto-juvenil da Biblioteca Municipal de Beja, desenvolveu atividade regular na área da promoção do livro e da leitura durante cerca de treze anos.
Como contador de histórias, tem percorrido o país de norte a sul, incluindo os Açores, efetuando inúmeras sessões de contos para públicos de todas as idades. Escolas públicas e privadas, bibliotecas públicas, festivais de teatro, estabelecimentos prisionais, hospitais, lares da terceira idade, são alguns dos muitos locais onde tem contado. Tem participado em encontros de narração oral, nomeadamente em Espanha, Argentina e Canadá.
António Fontinha – Nasceu em Lisboa, viveu em Angola até 1975 e iniciou-se na prática de contar histórias em 1992. Em 1995, rendido aos encantos da narrativa oral, trocou a carreira de ator pela de contador de histórias: “É uma alegria sentir que nos escutam que, no embalo das palavras, mergulhamos, partilhando a aventura.”
A base do seu repertório são temas da tradição oral portuguesa e, paralelamente à atividade de narrador, tem feito recolha de contos tradicionais por todo o país.
5€/3€ (sócios Nariz)

Quarta, 19 Outubro – 21h30 – Auditório Municipal da Batalha
Óscar Branco
O ÚLTIMO A SAIR APAGUE A LUZ
M16
Sinopse
Um espetáculo sobre Portugal e os portugueses. Uma louca viagem ao país real em 80 minutos, cheia de desabafos, proclamações e palpites numa mistura insólita e explosiva que transforma os nossos medos e inquietações num espetáculo de humor corrosivo e quem sabe… numa verdadeira terapia de grupo.
Da política ao desporto, do terrorismo ao jet 7, do WC inteligente à falta de inteligência dos que vão ao WC. Nada nem ninguém está a salvo. Calma! Nada de pânico! Está tudo sob controle!
“GARÇON! ESTÁ UM HOMEM NU NA CASA DE BANHO DAS SENHORAS!”
Entrada Livre

Quinta, 20 Outubro – 22h – Teatro Miguel Franco – Leiria
ESTE – Estação Teatral
“As Cebolas de Napoleão”, Nuno Pino Custódio
M12
Quatro fuzileiros trazem consigo a grande história, desde que Napoleão irrompe da Revolução Francesa, se coroa a si próprio imperador e decreta o Bloqueio Continental. Quatro fuzileiros trazem consigo a história já não tão grande, desde que Jean-Andoche Junot entra pela zona raiana e chega a Lisboa para “ficar a ver navios” com a partida inesperada de João VI para o Brasil. Quatro fuzileiros trazem consigo a história mais pequena, quando o general Loison, sem um braço, tornou comum a expressão “ir para o maneta”, ao saquear, chacinar e incendiar o país de norte a sul.

Ficha Artística
Dramaturgia e Encenação: Nuno Pino Custódio
Interpretação: Ricardo Brito, Patrick Murys, Tiago Poiares e Rui Sousa
7€/5€ (sócios Nariz)

Sábado, 22 Outubro – 22h – Recreio dos Artistas – Leiria
(Zona Industrial dos Pousos – Travessa Florbela Espanca – Charneca da Touria)
Festa de Encerramento do XVI ACASO
Entrada Livre

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.