Assinar Edições Digitais
Sociedade

Girl Geek: Amantes da tecnologia no feminino reúnem em Leiria

É mulher? Gosta de tecnologia? Ou dito de outra forma, adoptando a língua franca da internet: É “girl”? É “geek”? Se a resposta é afirmativa, então o evento marcado para este sábado, em Leiria, pode muito bem interessar-lhe.

É mulher? Gosta de tecnologia? Ou dito de outra forma, adoptando a língua franca da internet: É “girl”? É “geek”? Se a resposta é afirmativa, então o evento marcado para este sábado, em Leiria, pode muito bem interessar-lhe.

Elas e também eles são convidados a debater o gosto pela tecnologia

Falamos do Portugal Girl Geek Dinners que, a partir das 16h30, de sábado, dia 24, arranca na Biblioteca José Saramago da Escola Superior de Tecnologia e Gestão do Instituto Politécnico de Leiria.

Esta é a oitava edição a nível nacional, mas a primeira que decorre em Leiria. Sem mais demoras, vamos lá descodificar o conceito: “A comunidade Portugal Girl Geek Dinners é uma extensão portuguesa da comunidade original fundada em 2005 em Inglaterra. O objectivo principal é o de criar um espaço para as mulheres que trabalham em, e são aficionadas por, tecnologia, de forma a reforçar os laços e a partilha de conhecimento entre estas”, explica a organização.

Acresce que existe ainda a preocupação de “motivar mais jovens mulheres para o seu envolvimento em carreiras tecnológicas”. Por cá, o evento aposta em abordar a temática do aparente distanciamento entre as mulheres e a área tecnológica. E não só. Pretende-se ainda recolher e avaliar ideias de futuras iniciativas no sentido de promover o envolvimento do público feminino a nível tecnológico, referem os organizadores.

Catarina Reis, docente do departamento de Engenharia Informática da ESTG, ligada à organização do evento esclarece contudo que “apesar de o conceito se dirigir a incentivar o networking entre mulheres, os eventos são também abertos a acompanhantes masculinos”.

A comunidade Portugal Girl Geek Dinners é uma extensão portuguesa da comunidade original fundada em 2005 em Inglaterra. O conceito tem sido bem recebido em diversos países e conta actualmente com mais de 90 grupos espalhados por 32 países, acrescenta Catarina Reis.

Se está interessada (o) pode saber mais no site do evento.