Assinar
Sociedade

Nazaré vendeu 11 veados em hasta pública

O município da Nazaré alienou 11 veados em hasta pública na passada quinta-feira, uma decisão justificada com crescimento do número de animais no Pinhal de Nossa Senhora da Nazaré.

O município da Nazaré alienou 11 veados em hasta pública na passada quinta-feira, uma decisão justificada com crescimento do número de animais no Pinhal de Nossa Senhora da Nazaré.

No Pinhal de Nª Srª da Nazaré permanecem dois machos, seis fêmeas e respectivas crias

Segundo Mafalda Tavares, que presidiu ao júri do concurso, “a alienação deveu-se ao crescimento exponencial da população de veado”, que tornou “apertados” os seis hectares do cercado em que se encontram os animais.

“Queremos ter os animais, mas nas melhores condições de habitat possíveis”, afirmou a vice-presidente da Câmara.

Na quinta-feira, a hasta pública resultou na venda de 11 veados: dois macho e quatro fêmeas foram alienados por 2 mil euros a uma quinta rural de Ourém, que pretende criar mais um ponto de atração turística à propriedade, de 16 hectares, informou o empresário.

Um outro lote, constituído por cinco machos, foi alienado por 1.050 euros, a uma unidade hoteleira de Portel, no Alentejo.

O repovoamento do Pinhal de Nª Sª da Nazaré com veados nasceu de um projecto desenvolvido pela Câmara e pela Confraria de Nossa Senhora da Nazaré, evocando a lenda do milagre de D. Fuas Roupinho. Desde 2005 que os cervídeos habitam a zona.

A intenção é também criar um espaço natural protegido e dotado de biodiversidade, orientado para a área da educação e da sensibilização ambiental. Desde a sua criação, o cercado tem recebido a visita de escolas e turistas, através dos Passeios de Observação da Natureza, que se realizam nos meses de Julho e Agosto.

Permanecerão no cercado, após o levantamento dos que foram alienados em hasta pública, dois machos, seis fêmeas e as crias.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.