Assinar
Sociedade

PSP de Leiria participa em operação de desmantelamento rede a nível nacional

Mais de dois milhões de euros é o valor global dos furtos imputados a uma rede desmantelada hoje pela PSP numa megaoperação realizada no norte e centro, que envolveu a PSP de Leiria.

Mais de dois milhões de euros é o valor global dos furtos imputados a uma rede desmantelada hoje pela PSP numa megaoperação realizada no norte e centro, disse um oficial do Comando policial do Porto. E envolveu  elementos da PSP de Leiria.

“Estamos a falar, entre furtos de veículos e de mercadorias, em cerca de dois milhões de euros e ainda não está contabilizado todo o material”, explicou o chefe da área operacional da PSP/Porto, intendente Pedro Moura à agência Lusa.

A operação, com o nome de código “Galeras”, foi iniciada de madrugada e até cerca das 17h30 a PSP tinha apreendido 10 tractores de semi-reboque e 14 semi-reboques, alguns dos quais furtados em áreas de serviço de autoestradas como a A4 e a A17.

O principal motivo da operação prende-se com os crimes de furtos de veículos pesados de mercadorias (tractores e/ou semi-reboques), furtos de mercadorias, receptação, falsificação de documentos, fraude fiscal, posse de armas proibidas e tráfico de estupefacientes, revelou a PSP no seu portal.

Foram realizadas mais de 72 buscas domiciliárias e não domiciliárias, podendo o número aumentar já que continuam a decorrer buscas no âmbito do Processo Criminal. Foram detidos dezasseis homens, a maioria de nacionalidade portuguesa. Treze em cumprimento de mandado judicial, dois por flagrante delito na posse de armas e um outro por posse de haxixe.Serão apresentados na manhã de quinta-feira ao Tribunal de Instrução Criminal do Porto, segundo Pedro Moura.

Foram feitas ainda as seguintes apreensões: uma caçadeira cal. 12 e uma pistola 6.35 mm; 10 veículos pesados de mercadorias (tractor e semi-reboques); uma viatura ligeira de passageiros; quatro motociclos; vários atrelados para transporte de cavalos;  peças de automóvel de um construtor nipónico de automóveis; paletes de bolachas, salsichas, bacalhau, quadros decorativos; 10 toneladas de rolos de politileno; 16 toneladas de rolos de papel; dinheiro em notas e moedas (euros) – ainda a ser contabilizado; material informático, câmaras digitais, pc’s, impressoras; facturação de diversas empresas.

Além da PSP de Leiria, participaram na operação o Comando Metropolitano do Porto – Divisão de Investigação Criminal e Brigada da de Protecção Ambiental da Divisão de V. N. de Gaia; Força destacada da UEP – Porto; meios humanos e materiais dos Comandos Distritais de Coimbra, Guarda, Aveiro, Viseu, Vila Real, Bragança e Viana do Castelo; e Inspectores da Direcção Geral de Contribuição e Impostos do Porto.

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.