Assinar Edições Digitais
Sociedade

Centro Escolar de Famalicão, Nazaré, já não avança

O excessivo endividamento da Câmara da Nazaré e o valor da obra, que ultrapassava em muito o montante elegível na comparticipação pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), ditaram a suspensão das obras do Centro Escolar de Famalicão, Nazaré.

O excessivo endividamento da Câmara da Nazaré e o valor da obra, que ultrapassava em muito o montante elegível na comparticipação pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), ditaram a suspensão das obras do Centro Escolar de Famalicão, Nazaré.

Famalicão é uma das freguesias do concelho da Nazaré

Sem o visto do Tribunal de Contas, a Câmara da Nazaré vê-se forçada a rescindir o contrato com a empresa Costa Carvalho, ação que foi aprovada na última reunião do executivo.

Além dos trabalhos já executados, no montante de cerca de 200 mil euros, a autarquia terá de pagar uma indemnização cujo valor está ainda a ser negociado com a empresa de construção.

A obra foi adjudicada a 9 de março de 2009 por 2,4 milhões de euros.

O Centro Escolar de Famalicão iria acolher 150 crianças do pré-escolar e do 1º ciclo, e tinha uma comparticipação de 70 por cento.