Assinar Edições Digitais
Sociedade

Promessas em risco com a Lei dos Compromissos, acusa Raul Castro

A lei dos compromissos ameaça deitar por terra o cumprimento dos compromissos de Raul Castro para com o eleitorado de Leiria.

A lei dos compromissos ameaça deitar por terra o cumprimento dos compromissos de Raul Castro para com o eleitorado de Leiria.

“Deixar de fazer aquilo a que me propus junto do eleitorado e estar a pagar exclusivamente o que vem de trás é imoral e injusto”, defendeu o presidente da Câmara de Leiria, Raul Castro, na conferência de imprensa de apresentação do Fórum Municipal que a concelhia de Leiria do PS realiza dia 18 nas instalações do Instituto Português da Juventude. Uma iniciativa que contará com a presença de António José Seguro, líder socialista, na cerimónia de encerramento.

O autarca sublinhou que a nova lei, que proíbe as entidades públicas de incorrerem em despesas quando não tiverem previsões de receitas a 90 dias que cubram esse valor, vai condicionar seriamente a atividade da autarquia.  “Ninguém está a dizer que não vai pagar o que vem  de trás, mas não deixa de ser injusto e imoral sermos penalizados por não podermos honrar o que eram as nossas propostas e tentar concretizá-las por pagarmos exclusivamente os compromissos anteriores”, referiu.

Nada que desmotive o PS de Leiria que pretende “diagnosticar a política autárquica numa perspetiva de ação futura e reforçar o apoio à autarquia no alinhamento de novas estratégias”, explicou José Alves, líder da concelhia. E como será isso conseguido? Com o fórum de dia18. Um dia de trabalhos, aberto à participação de pessoas de várias sensibilidades políticas, e que será de debate em torno dos diversos temas que marcam a agenda autárquica: PDM, infraestruturas desportivas, ambiente e urbanismo, são apenas alguns dos temas.