Assinar Edições Digitais
Sociedade

Festival Gastronómico marca prova final de alunos da Escola de Hotelaria de Fátima

Uma viagem pela gastronomia mundial foi o desafio lançado aos finalistas da Escola de Hotelaria de Fátima (EHF), que assim prestaram a prova final de curso.

Uma viagem pela gastronomia mundial foi o desafio lançado aos finalistas da Escola de Hotelaria de Fátima (EHF), que assim prestaram a prova final de curso. O resultado foi um festival de gastronomia, intitulado “Cozinhas do Mundo”, onde, em conjunto com colegas dos três anos de curso, mostraram o que valiam na cozinha e no serviço de mesa.

 

O claustro do edifício dos Monfortinos, em Fátima, Ourém, onde funciona o restaurante de aplicação da escola, abriu-se ao jantar entre os dias 20 a 29 de abril para esta prova de fogo.

Na noite de 28 de abril, sexta-feira, o tema foi o País Basco, terra onde Alexandre Jones, 19 anos, serviço de restaurante e bar, e César Afonso, 20 anos, cozinheiro, estagiaram e decidiram utilizar nesta prova final.

Com percursos de vida diferentes, aos dois alunos de 3º ano da EHF não falta contudo ambição. Se o primeiro anseia por regressar ao País Basco, o segundo acredita que antes de tudo é necessário conhecer a cozinha portuguesa e depois, talvez, partir para França.

Ansiosos mas profissionais, os dois comandaram uma equipa com diferentes anos de ensino neste jantar temático. “Fomenta-se a responsabilidade e a liderança de equipa”, comentou o diretor pedagógico da EHF, Renato Guiomar.

“Notamos que os alunos arriscam e fazem coisas que numa situação normal não fariam. Trinta por cento da nota final, contando com a opinião do cliente, depende deste teste”.