Assinar Edições Digitais
Saúde

Pombal volta a pedalar por Maria

O apelo surgiu em março: Maria, uma criança de dois anos com paralisia cerebral, precisava de ajuda para fazer tratamentos numa clínica neuropediátrica, em Guimarães. Quatro meses depois, a menina já cumpriu dois ciclos de tratamento, mas a população não desiste.

O apelo surgiu em março: Maria, uma criança de dois anos com paralisia cerebral, precisava de ajuda para fazer tratamentos numa clínica neuropediátrica, em Guimarães. Quatro meses depois, a menina já cumpriu dois ciclos de tratamento, mas a população não desiste.

Dia 21, os pombalenses vão pedalar durante 14 horas, em mais uma iniciativa solidária. “Às voltas por uma vida” é o nome dado à atividade, organizada pelo Clube de Cicloturismo de Pombal. As receitas do evento serão entregues à Maria.

Apesar de, para já, não estar previsto o regresso à clínica de Guimarães, a criança continua a fazer fisioterapia, terapia da fala, hidroterapia e osteopatia em unidades da região.

Maria tem um atraso no desenvolvimento motor mas, graças aos tratamentos intensivos realizados em Guimarães, já “mastiga, tem mais
controlo da cabeça e começa a conseguir pegar em coisas com as mãos”, descreve a mãe, Sílvia Simões.

Sílvia sonhava levar a filha a fazer tratamentos em Cuba. Um dia, descobriu a unidade de Guimarães e desabafou no Facebook: “quando ganhar o euromilhões, a primeira coisa que faço é levar a Maria a esta clínica”.

Poucos dias depois, nascia o grupo “Amigos da Pipoca”, que hoje já soma 5.500 membros. A campanha solidária continua ativa em
http://www.facebook.com/groups/pipoca.doce.

SMF