Assinar
Cultura

Concertinas atraem milhares de visitantes à Barrenta

Amanhã é aquele dia em que a densidade populacional da Barrenta é multiplicada por cem. Aos 41 habitantes da localidade juntam-se mais de quatro mil visitantes, atraídos pela música das concertinas.

Amanhã é aquele dia em que a densidade populacional da Barrenta é multiplicada por cem. Aos 41 habitantes da localidade juntam-se mais de quatro mil visitantes, atraídos por uma música especial: a das concertinas.

São esperados mais de 200 tocadores na Barrenta

O lugar da freguesia de Alvados, concelho de Porto de Mós, volta a receber neste sábado o Encontro Nacional de Tocadores de Concertina. São esperadas mais de duas centenas de músicos de todo o país. O destaque é Carlos Pinto, o tocador de Dalvares famoso pelas suas performances em palco.

A partir das 14 horas até à noite, a Barrenta enche-se de gente que quer ouvir chulas, viras mas também êxitos como “Apita o comboio” ou “Cheira a Lisboa”. Para acompanhar a música, há petiscos da serra, artesanato e muita animação que extravasa o pequeno palco, derramando um pouco por toda a localidade, com músicos ao improviso e cantadores ao desafio.

“A Barrenta rejuvenesceu a concertina no centro-sul do país. Agora, temos muita adesão do sul, de gente de Lisboa. A concertina é de Ponte de Lima e há muitos migrantes daquela zona no sul que vêm cá”, explica Hermano Carreira, da organização.

Este ano, o Centro Cultural da Barrenta tentou arranjar mais espaço para todos se sentirem melhor na festa, mas tudo vai depender das condições atmos­féricas. Chova ou não, é garantido que as concertinas se ouvem na mesma.

“As previsões dão abertas para sábado. Mas houve um ano em que tivemos uma centena de heróis a tarde inteira debaixo de chapéus de chuva a ver o espetáculo à mesma!”.

ML

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.