Assinar Edições Digitais
Desporto

McNamara regressa à procura da onda perfeita (vídeo)

McNamara experimentou, gostou e vai voltar às ondas do mar da Nazaré. Objetivo: surfar uma onda maior do que a registada no recorde do Guiness. Ele sabe que ela existe

1 de novembro de 2011. Garrett McNamara tinha decidido que não ia entrar na água. As previsões para o estado do mar não o proporcionavam. Mas quando acordou, olhou para o mar e tomou outra decisão. A mota de água deixa-o no cimo da onda e durante 55 segundos, o havaiano desliza de forma segura e tranquila (para quem está de fora a observar) pela maior onda alguma vez surfada no mundo: 23 metros.

Foto tirada por Dino Casimiro em 2005

O primeiro contacto que Garrett McNamara teve com a dimensão das ondas da Praia do Norte e o efeito gerado pelo canhão da Nazaré (desfiladeiro submarino) foi em 2005. Dino Casimiro, um nazareno aficionado pelas ondas e por bodyboard, tira a fotografia acima publicada e envia-a para o “mestre”.

Garrett McNamara mostrou-se disponível desde o início. Hoje, sexta-feira, chega à Nazaré pelo terceiro ano. Passou por Portugal na semana passada para deixar muitas das pranchas que o vão acompanhar nesta aventura e regressa hoje por um período de dois meses. Será a terceira e última fase do projeto Zon North Canyon Show.

Mas porquê agora, quase em simultâneo com a etapa do campeonato do mundo de surf, em Peniche? “No início do outono, ainda com algum sol, as ondas são perfeitas. O fundo do mar ainda não tem muita areia, coisa que acontece com as primeiras ondulações de inverno e torna as ondas menos perfeitas. Agora as ondulações são muito espaçadas e com períodos muito grandes”, explica.

A monstruosidade das ondas formadas graças ao canhão da Nazaré tem potenciado a vila no mercado nacional e internacional.

E perspetivas para 2012? “O ideal é que McNamara consiga surfar uma onda que já viu mas ainda não conseguiu surfar”, afirma Pedro Pisco, vogal do conselho de administração da Nazaré Qualifica. “É uma onda maior ainda. O ano passado aconteceu em janeiro. Se tivermos a sorte de ele surfar essa onda é fantástico e o projeto ganha uma dimensão maior ainda”, acrescenta.

Leia o trabalho completo na edição de 28 de setembro de 2012.

Marina Guerra (textos)
marina.guerra@regiaodeleiria.pt
Joaquim Dâmaso (fotos e vídeo)
joaquim.damaso@regiaodeleiria.pt