Select Page

Andebol adaptado reúne formadores em Leiria

Andebol adaptado reúne formadores em Leiria

Chama-se Andebol 4 All e pretende colocar todos os cidadãos a jogar andebol. E quando se diz todos, são mesmo todos. O projeto, desenvolvido há pouco mais de três anos pela Federação Portuguesa de Andebol (FPA), pretende introduzir a modalidade nos hábitos desportivos dos cidadãos com deficiência motora, intelectual ou auditiva e junto dos detidos em estabelecimentos prisionais.

Foto: Sérgio Claro/arquivo

Joaquim Escada, responsável da FPA pelo projeto, acredita que “ainda há muito trabalho para fazer”, mas entende que não há melhor método para uma sociedade inclusiva, do que a prática de um desporto de equipa. “E o andebol é uma dessas modalidades, com regras boas para a vida, e fundamental para o tratamento social, afetivo e o desenvolvimento cognitivo”.

Estas e outras vantagens vão ser explicadas na ação de formação que a federação organiza na próxima sexta-feira, dia 9, em Leiria, e que conta com a demonstração prática de um jogo de andebol entre deficientes intelectuais.

Vinte e dois atletas da Cercilei serão os “craques”. A instituição leiriense introduziu a modalidade nos hábitos dos jovens que vivem nos seus lares, em janeiro de 2011, e alguns chegaram a participar em competições, numa parceria com o Batalha Andebol Clube (BAC). Dia 9 vão demonstrar o seu conhecimento da modalidade.

“Este projeto nasce com a intenção de melhorar a interação social. No entanto, agora que o tornámos mais competitivo, nota-se o prazer que têm nos golos. Ganhar é uma coisa importante para eles. Isso contribui muito para a valorização da sua autodeterminação”, explica Ricardo Cardoso, psicólogo da instituição leiriense, com pós-graduação em Psicologia Desportiva.

O trabalho desenvolvido em Leiria é reconhecido por Joaquim Escada. Considera-o “pioneiro” e espera que se estenda a outras instituições do centro do país. “Leiria tem instituições que já experimentaram e podem levar a modalidade mais além”, afirma, esclarecendo que cerca de meia dúzia de instituições a nível nacional já aderiram ao Andebol 4 All.

Dia 9, Joaquim Escada espera conquistar mais adeptos para a modalidade adaptada, numa ação aberta a técnicos desportivos, jogadores, clubes, escolas e instituições. “Temos que falar todos a mesma linguagem e experimentar. Esta é uma forma de prepararmos melhor o futuro numa sociedade inclusiva”, considera.

Sendo o andebol uma modalidade de referência na região, Ricardo Cardoso entende que a sociedade “reconhece mérito social e desportivo a estes jovens”, apesar de, por agora, ainda não pensarem em “campeões”. “Valorizar a deficiência intelectual é dar importância à nossa existência”, conclui.

Programa
14 horas – Cerimónia de abertura – auditório da Escola Superior de Educação e Ciências Sociais de Leiria
14h30 – Apresentação do projeto Andebol 4 All, Joaquim Escada
15 horas – O desporto adaptado, Silmara Fernandes
15h15 – Andebol em cadeira de rodas, Silmara Fernandes e Danilo Ferreira
15h45 – Andebol para deficiência intelectual, Ricardo Cardoso
16h30 – Andebol para deficiência intelectual – prática, António José Costa Pereira
17h15 – Andebol em cadeira de rodas – prática, Silmara Fernandes e Danilo Ferreira
18 horas – Encerramento

Inscrições
Podem ser realizadas até dia 6. A ficha de inscrição disponível no site da Federação deve ser devidamente preenchida e enviada, via fax (213626807) ou email (andebol@fpa.pt)

Responder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira página

Pergunta da semana

A carregar…

Concorda com as novas limitações à plantação de eucaliptos?

Obrigado por participar!
Já respondeu a esta pergunta.
Escolha uma das opções.


O TEMPO

25° Humidity: 78%
Clouds: 1%
Wind(W): 6kph
névoa
Quinta-feira
25° 25°
Sexta-feira
32° 22°
Sábado
34° 28°
Domingo
35° 26°
Segunda-feira
32° 25°
Terça-feira
27° 20°
Quarta-feira
27° 19°

Facebook RL