Assinar


Cultura

Câmara de Leiria recebe 1.750 euros por reveillon privado no Castelo

Promete ser uma noite especial e é certamente inédita. Na passagem de 2012 para 2013, o Castelo de Leiria vai acolher pela primeira vez um reveillon.

Promete ser uma noite especial e é certamente inédita. Na passagem de 2012 para 2013, o Castelo de Leiria vai acolher pela primeira vez um reveillon.

Mas, ao contrário de outros eventos preparados na região para celebrar a entrada do ano novo, a festa 2gether013 é privada e os convites circulam de forma restrita na internet.

Dado que o Castelo é património classificado como monumento nacional, os promotores precisaram de requisitar o espaço à tutela, a Câmara de Leiria. O vereador Gonçalo Lopes adianta que o município vai receber 1.750 euros, o valor máximo definido por regulamento, incluindo taxas. Vale a pena?

“A atividade” vai “permitir o acesso controlado e limitado de 150 pessoas, respeitadoras do património, num ambiente de recriação do imaginário histórico”, argumenta o responsável pelo pelouro da Cultura.

Acresce que “todos os eventos de maior e menor logística têm sido desenvolvidos com acompanhamento técnico, no sentido de assegurar a preservação e conservação do monumento”, refere.

A iniciativa 2gether013 surge de “um grupo de amigos de Leiria” que procuram “uma noite diferente”, explica Pedro Jácome, da organização.

No ano passado reservaram as Grutas de Mira de Aire, antes tinham festejado no antigo cinema Império, no Oceanário de Lisboa e em embarcações ancoradas nos rios Tejo e Mondego. Sempre festas temáticas.

Este ano, o código de vestuário é reis e rainhas. Em sintonia com o cenário, os paços reais. Cada convidado paga entre 65 e 85 euros, conforme a data em que adquire a sua entrada.

O Castelo de Leiria tem sido palco de espetáculos de música, dança e teatro, conferências, atos protocolares e eventos de empresas, públicos e privados.

Gonçalo Lopes considera que há “condições para desenvolver atividades que dignifiquem o espaço pela temática ou representatividade sociocultural local”. Os critérios estão definidos no regulamento em vigor.

(Notícia publicada na edição de 7 de dezembro de 2012)

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.