Assinar Edições Digitais
Desporto

Carro de Porto de Mós atrai interesse francês

A edição 2012 das 24 horas de Fronteira fica para sempre como a competição de estreia do Proto TC 001, carro adaptado na região de Leiria que está a suscitar interesse de equipas estrangeiras.

A edição 2012 das 24 horas de Fronteira, prova de resistência todo-o-terreno que se realiza no distrito de Portalegre, fica para sempre como a competição de estreia do Proto TC 001, um carro adaptado na região de Leiria que está a suscitar interesse de equipas estrangeiras.

Proto TC 001

O projeto nasce da iniciativa de Américo Santos, piloto da povoação de Andam, Porto de Mós, que aproveitou a carroçaria de um Volkswagen Beetle para criar uma viatura nova, com o apoio de empresas locais.

No evento disputado nos dias 1 e 2 de dezembro, o grupo que também incluía os pilotos José Amado, Rui Santo e Paulo Faria ficou no 18º lugar entre 83 concorrentes, mas captou a atenção de competidores franceses, interessados em contar com um carro semelhante noutras provas.

Américo Santos foi campeão nacional de T2 em 2006 e 2007 e no ano passado obteve o segundo posto nas 24 horas de Fronteira. Quanto ao Proto TC 001, apoia-se num motor 1.9 TDI com 235 cavalos de potência, também da Volkswagen.

Um dos principais contributos para este carro veio da empresa RMC – Rui Manuel Conceição, da Maceira, Leiria, que forneceu a caixa de velocidades sequencial. “É a primeira totalmente feita por nós. Temos fabricado outras, mas fazendo apenas o miolo e aproveitando a parte externa dos carters”, salienta Rui Santo, um dos sócios.

Também neste caso se abre caminho à exportação, já que a RMC mantém um distribuidor em França e diz ter já contactos para comercializar a caixa no estrangeiro.

Construído em seis meses, o Proto TC 001 teve ainda incorporação de outros componentes produzidos na região, incluindo diferenciais, transmissões, eletrónica e suspensões.

(Notícia publicada na edição de 14 de dezembro de 2012)