Assinar Edições Digitais

Situação meteorológica de risco extremo coloca região em alerta vermelho

Durante o dia de hoje, sexta-feira, são esperadas rajadas de vento na ordem dos 70 km/h, em especial no litoral, agitação marítima com ondas de 4 e 5 metros e chuva por vezes forte.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (ex-Instituto de Meteorologia) emitiu um alerta para todo o país devido a um agravamento das condições meteorológicas, associado à passagem de um centro depressionário.

Foto: Joaquim Dâmaso

A região de Leiria está sob alerta vermelho, o mais grave na escala do instituto.

Durante o dia de hoje, sexta-feira, são esperadas rajadas de vento na ordem dos 70 km/h, em especial no litoral, agitação marítima com ondas de 4 e 5 metros e chuva por vezes forte.

Amanhã, sábado, as condições deverão agravar com o vento a poder atingir rajadas de 130 a 140 km/h e as ondas com cinco a seis metros.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil recomenda à população medidas de prevenção e precaução: garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais; adotar uma condução defensiva, reduzindo a velocidade; não atravessar zonas inundadas; ter especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas; não praticar atividades relacionadas com o mar e estar atenta às informações da meteorologia e às indicações da proteção civil e forças armadas.

A nível nacional, 14 dos 18 distritos de Portugal continental estão com alerta vermelho. Faro e Portalegre com alerta laranja e Évora e Santarém com alerta amarelo.