Assinar
Sociedade

Vento e força do mar provocam prejuízos avultados na Nazaré

Um bar no areal da praia destruído, várias esplanadas que desapareceram, parte do concelho sem água e sem luz são alguns dos estragos causados pela força do mar e do vento.

Um bar no areal da praia destruído, várias esplanadas que desapareceram, uma parte do concelho sem água e outra parte sem luz são, em síntese, alguns dos principais estragos causados pela força do mar e do vento neste sábado.

A isto há ainda a acrescentar muitas árvores arrancadas pela raiz e outras cortadas a meio.

O mar galgou o paredão, invadiu a Marginal com água e areia, e obrigou a PSP a cortar o trânsito durante quase todo o dia e os bombeiros a acorrer a inúmeros casos de inundação.

Além do bar no areal da praia, o Bubas, que ficou reduzido a um monte de tábuas, também a estrutura dos tradicionais “paneiros” para secar o peixe foi destruída.

O maior volume de estragos ter-se-á registado na Praça Sousa Oliveira onde a esplanada do Hotel Mar Bravo foi completamente arrancada e um loja ficou quase destruída e com os vidros partidos.

Ainda naquela praça, até o palco já montado para o Carnaval foi também destruído.

Na Marginal, junto ao Centro Cultural, um carro foi arrastado vários metros ao ser apanhado por uma onda enorme.

A força do mar fez-se também sentir no paredão do porto de abrigo, partiu a parte do molhe norte que sustenta o farol, que ficou sem funcionar e inclinado.

AL

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.