Se o leitor está entre aqueles que acha que Leiria é mais fria do que “devia” atendendo à proximidade do litoral, saiba que existe uma razão para que isso aconteça.

O relevo é determinante para o frio sentido no inverno em Leiria (fotografia: Joaquim Dâmaso)

No inverno, quando o céu está limpo e o vento fraco, não raras vezes as temperaturas mínimas de Leiria rivalizam com os valores registados com cidades vizinhas, situadas mais no interior e mesmo com os valores observados nas mais frias regiões do continente.

E porquê? São as “condições orográficas que proporcionam a ocorrência de temperaturas próximas ou inferiores a zero em situações meteorológicas de inverno, com forte estabilidade, com céu limpo e vento fraco, devido à acumulação de ar frio que, descendo das elevações, converge para o vale do rio Lis”, refere a meteorologista Ana Marques do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O REGIÃO DE LEIRIA questionou o IPMA sobre o facto de Leiria conviver com noites frias, muito frias, no inverno. A resposta passou pela análise de dados disponibilizados nos últimos anos por várias estações meteorológicas situadas em Leiria e nas redondezas.

As estações meteorológicas de Leiria/Aeródromo e de Leiria/Barosa (esta última desativada em 2005), estão instaladas “numa região de orografia complexa, caracterizada pela existência de pequenos vales estreitos com diversas orientações”, explica o IPMA.

Leia a reportagem completa na edição de 7 de março de 2013. Pode adquirir o jornal online aqui.

Carlos S. Almeida
carlos.almeida@regiaodeleiria.pt