Assinar Edições Digitais
Cantinho dos Bichos

Deixe o seu animal com um sorriso de orelha a orelha

A higiene dentária dos animais de estimação deve, tal como nos humanos, ser realizada diariamente e com produtos adequados existentes em lojas ou clínicas veterinárias

Sabia que a falta de cuidado com a higiene oral dos patudos pode causar problemas cardíacos e renais ao animal?

Não existe propriamente uma idade em que se deva começar a fazer a limpeza dos dentes dos animais, contudo, é necessário estar atento. “Deve-se ir vigiando o estado da boca do nosso animal: as gengivas devem estar rosadas, sem se apresentarem demasiado vermelhas junto aos dentes e estes devem encontrar-se livres de restos de comida e de tártaro”, alerta Diana Rodrigues, da Clínica Veterinária dos Milagres.

Os cães e os gatos são particularmente suscetíveis a problemas de saúde oral, explica. Já “os coelhos, chinchilas e hamsters, muitas vezes, necessitam de intervenções dentárias por sobrecresci­mento dos dentes devido, maioritariamente, a uma dieta inadequada” refere.

A higiene dentária deve, tal como nos humanos, ser realizada diariamente e com produtos adequados existentes em lojas ou clínicas veterinárias.

E como? Utilizando pastas e escovas específicas ou, se preferir, colocando a pasta no dedo e usá-la para massajar. São também aconselhadas barras mastigáveis, rações específicas e suplementos alimentares. Quanto à pasta de dentes que tem lá em casa, esqueça. “Corre o risco de causar uma intoxicação no animal”, adianta a veterinária.

Leia o trabalho na íntegra na edição de 24 de abril de 2013, em papel ou online.

Vera Pereira
vera.pereira@regiaodeleiria.pt