Assinar Edições Digitais

Igreja do Louriçal ganha interesse público

A decisão, publicada em Diário da República, vem aumentar a importância turística da vila, onde já existiam dois monumentos de interesse público e um monumento nacional

O secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, atribuiu à igreja de São Tiago, matriz do Louriçal, o estatuto de monumento de interesse público.

Igreja de São Tiago, Louriçal Foto: Joaquim Dâmaso
Igreja de São Tiago, Louriçal
Foto: Joaquim Dâmaso

A decisão, publicada em Diário da República a 20 de setembro, vem aumentar a importância turística da vila, onde já existiam dois monumentos de interesse público (o pelourinho e a capela da Misericórdia) e um monumento nacional (a igreja do convento).

Construída no início do século XIII, a Igreja de São Tiago foi reconstruída no século XVI e remodelada por diversas vezes até ao século XIX. Hoje, tem valor pelo “testemunho simbólico ou religioso” que representa, pelo “valor estético, técnico e material intrínseco” e pela “sua conceção arquitetónica e urbanística”, refere a nota publicada em Diário da República.

Apesar da origem remota da igreja, “pouco resta” no edifício da época medieval. São os “vestígios manuelinos e maneiristas, a par dos elementos setecentistas e oitocentistas” – nomeadamente a fachada rococó, o retábulo-mor de talha dourada e policromada, um pórtico manuelino, alguns a azulejos seiscentistas e as intervenções maneiristas – que lhe conferem valor, acrescenta a publicação assinada por Jorge Barreto Xavier.

SMF