Assinar Edições Digitais
Cultura

Acácio de Sousa desafia Carlos Vitorino na liderança do Orfeão de Leiria

Acácio de Sousa e Carlos Vitorino avançam com candidaturas à presidência do Orfeão de Leiria, depois da saída do histórico presidente da instituição, Henrique Pinto.

A renúncia de Henrique Pinto após trinta anos de presidência significou um “fim de ciclo” e, por isso, Acácio de Sousa vai apresentar-se às próximas eleições do Orfeão de Leiria, desafiando a liderança de Carlos Vitorino, que se candidatará depois de ter substituído em julho o histórico líder da instituição.

p52 vitorino
Carlos Vitorino

“Com a renúncia inesperada do dr. Henrique Pinto há uma certa inquietação por parte de alguns associados de referência”, explica Acácio de Sousa, que foi dirigente do Orfeão até há três anos. “A casa cresceu muito, proje­tou-se e projetou o concelho. Mas vive numa imponderabilidade orçamental em termos de contração de dinheiros públicos e mecenática. Isso tem de ser reavaliado”.

Entre as propostas, consta a “partilha de funções e responsabilidades na direção” e o “envolvimento dos docentes, dos alunos, encarregados de educação e de todos os trabalhadores nas grandes decisões que vierem a ser tomadas”. A lista conta com nomes como Antonieta Brito, António Moreira de Figueiredo, Vítor Faria ou Luís Capinha.

p52 acacio-de-sousa
Acácio de Sousa

Acácio de Sousa já falou com Henrique Pinto, comu­nicando-lhe a candidatura. “Ele merecia uma satisfação. A conversa foi muito afável”. Com o atual presidente ainda não houve qualquer contacto. “Haverá oportunidade”.

Carlos Vitorino diz que a existência de mais listas candidatas às eleições é “maravilhoso”. “Senti que havia uma energia nova. Não esperava que a obra feita nestes meses [desde que sucedeu Henrique Pinto] gerasse tanto interesse em tanta gente para ir pagar quotas e inscrever-se como sócio do Orfeão…”.

O atual líder estranha não ter sido informado da existência de outra lista. “Descobri hoje [terça-feira]. Não sabia de nada”. Mas, sublinha, é saudável existir tanto interesse pelo Orfeão. “Não estamos aqui para gerar clivagens”. E, acrescenta, Henrique Pinto consta nos órgãos sociais da lista que vai liderar. As eleições acontecem a 29 janeiro de 2014.

(Notícia publicada na edição de 12 de dezembro de 2013)

ML