Select Page

Acompanhar os amigos de quatro patas até ao último minuto

Acompanhar os amigos de quatro patas até ao último minuto

Há spas, terapeutas e roupas. E como acontece na vida, também agora acontece na morte. O último fenómeno no cuidado com animais de estimação está na criação de centros de cuidados paliativos para os bichos.

Esta “moda” está a ganhar força nos EUA, onde um número crescente de médicos veterinários está a oferecer cuidados paliativos e a comercializar esses serviços como uma forma de dar a cães e gatos – e aos seus donos – uma passagem menos ansiosa e mais confortável. Por cá, também começa a existir apesar de ainda não ser tão frequente.

A abordagem, no mesmo espírito dos cuidados com os humanos, implica interromper o tratamento médico agressivo e dar medicamentos contra a dor e até contra a ansiedade, noticia o Diário Digital na sua página. Mas ao contrário dos cuidados paliativos para os seres humanos, a eutanásia é opção. O veterinário realiza-a na sala de estar, no quarto ou onde quer que a família se sinta confortável.

Segundo os veterinários, esta é uma grande parte do trabalho: aliviar a culpa dos donos, ofere­cendo-lhes uma ponte emocional para a morte de um animal de estimação, e deixando que eles passem pelo luto em casa – ao invés de numa clínica ou abrigo de animais. A intimidade tem, no entanto, um custo – 25% ou mais do que numa clínica. “Eles estão no seu próprio ambiente, não só os animais mas também os donos”, disse Mary Gardner, co-fundadora da Lap of Love, empresa com sede na Florida que é uma das líderes desse mercado.

A Lap of Love surgiu desde 2010, de dois fornecedores para mais de 68 parceiros em 18 Estados. A Associação Internacional de Abrigo e Cuidados Paliativos para Animais, um grupo que começou em 2009, tem agora 200 membros, principalmente veterinários, mas também vários terapeutas familiares, advogados e um santuário animal no norte da Califórnia, que tem em consideração e oferece cura holística e cuidados paliativos para animais terminais e idosos.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

A Câmara de Leiria deve transferir, a partir de 2020, a Feira de Maio para uma nova localização?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Guia do Fim de Semana


Subscreva o nosso guia e descubra as melhores propostas culturais e de entretenimento disponíveis na região

Obrigado! Subscreveu com sucesso o nosso guia de fim de semana.

Guia do Fim de Semana


Subscreva o nosso guia e descubra as melhores propostas culturais e de entretenimento disponíveis na região

Obrigado! Subscreveu com sucesso o nosso guia de fim de semana.

Share This