Cerca de 600 mil euros poderão ser gastos na colocação de sacos de areia na Praia do Pedrógão para minimizar, com urgência, os danos provocados pelo mar.

A solução, apontada pela Agência Portuguesa para o Ambiente (APA), não colhe contudo a anuência do executivo da Câmara de Leiria, que se mostra mais inclinado para o enrocamento de algumas zonas de maior erosão, nomeadamente no Casal Ventoso e Centro Azul.

Segundo Raul Castro, presidente da autarquia, a opção foi proposta na semana anterior pela Administração da Região Hidrográfica do Centro e teria um custo equivalente.

O executivo aprovou ainda assim aquela intervenção, a candidatar ao Fundo de Proteção dos Recursos Hídricos, mas pretende, amanhã dia 7, sensibilizar o vice-presidente da APA para a adoção de uma solução alternativa aos sacos de areia numa visita a realizar ao Pedrógão.

(Notícia publicada na edição de 6 de fevereiro de 2014)

MR

 

IMG_2445
Mar continua a preocupar na praia do Pedrógão (fotografia: Joaquim Dâmaso)