Assinar Edições Digitais
Desporto

Alcobacense “exporta” jogadores de hóquei em patins para França

Com o objetivo de elevar a qualidade dos campeonatos franceses, clubes reforçam-se por cá. André Ramos e Duarte Delgado dão agora “tacadas” em terras gaulesas

André Ramos chegou a Reze, localidade a cinco minutos da cidade francesa de Nantes, há cerca de 15 dias. Neste tempo, o hóquista treinou e jogou e ajudou a nova equipa – ALC Bouguenais RH – na luta pela permanência no principal campeonato francês. Atualmente, na última posição.

André Ramos
André Ramos

“Do pouco que me apercebi, este campeonato tem um nível bem melhor do que estava à espera. Como os países ibéricos estão numa situação complicada a nível económico, alguns jogadores de grande nível foram convidados a vir para esta liga, dando-lhe maior projeção”, conta André Ramos ao REGIÃO DE LEIRIA. Confessa que a “cultura desportiva de grande parte das equipas está um pouco abaixo do nível português” e a maior diferença está na arbitragem. “Muitos erros, pouca coerência nas decisões e grande dualidade de critérios”, entende.

André Ramos, de 22 anos, fez toda a carreira desportiva no clube da terra – Biblioteca de Instrução e Recreio, de Valado dos Frades, na Nazaré. Esta época mudou-se para a vizinha Alcobacense e foi o segundo melhor marcador da equipa (15 golos). Recentemente, surgiu o convite para um contrato semiprofissional no Bouguenais. “Recebi a proposta no dia da apresentação do meu último trabalho académico. Ponderei os prós e os contras e vim”, afirma. Formado em enfermagem, pretende, a curto prazo, começar a trabalhar na área, ao mesmo tempo que aproveita para enriquecer o vocabulário.

Mas esta não foi a primeira “baixa” da Alcobacense. Em março de 2013, os gauleses do AL Plonéour-Lavern, em jeito Astérix, “atacaram” Alcobaça e desafiaram Duarte Delgado.

Duarte Delgado
Duarte Delgado

Na altura atleta da Alcobacense, deslocou-se a França uma semana para treinar e em junho chegou a acordo. “Foram vários os motivos. Primeiro, não ter estabilidade profissional. Depois, o facto do projeto do clube ser bastante ambicioso e satisfatório na minha ótica”, salienta.
Sempre jogou hóquei em patins. Começou aos 7 anos e passou no Hóquei Clube de Turquel, Sp. Marinhense e Alcobacense. Jogou em todos os campeonatos nacionais e celebrou o título da III divisão nacional pelo emblema da “capital da maçã”.

Licenciado em Treino Desportivo – especialidade em hóquei em patins, esta época, o jogador, de 29 anos e natural da Benedita, foi jogar para o AL Plonéour-La­vern, na zona da Bretanha, no norte de França, onde também é treinador.

Duarte Delgado está satisfeito com a experiência no estrangeiro e lembra que “as primeiras semanas foram complicadas”, mas a adaptação aconteceu de forma natural e , hoje em dia, já se encontra perfeitamente inserido nos “diables rouges”. A equipa ocupa o primeiro lugar da zona Norte da II divisão francesa a seis jornadas do final do campeonato.

Marina Guerra
marina.guerra@regiaodeleiria.pt