Assinar
Sociedade

Circuito Mob.Tour vai servir turistas e espaços culturais em Leiria

O Mob.Tour – circuito turís­tico e o U.Mob – Circular são duas das novidades do projeto de reestruturação dos transportes públicos urbanos que a Câmara de Leiria e a RodoTejo se preparam para lançar.

O Mob.Tour – circuito turís­tico e o U.Mob – Circular são duas das novidades do projeto de reestruturação dos transportes públicos urbanos que a Câmara de Leiria e a Rodoviária do Tejo se preparam para lançar.

mobilisLigando o jardim Luís de Camões e o largo de S. Pedro, o Mob.Tour pretende servir vários edifícios culturais aos sábados, domingos e feriados, entre os meses de abril e outubro.

Já o U.Mob visa reforçar a oferta de transportes públicos nas horas de ponta e em dias úteis, entre o Teatro José Lúcio da Silva e o campus 2 do Instituto Politécnico de Leiria (ESTG).

O projeto de reestruturação da rede é contudo muito mais vasto. Aproveitando a imagem “positiva” do Mobilis junto da população, a marca será alargada a todos os circuitos da rede urbana. O projeto prevê ainda a integração dos vários circuitos, o ajustamento de trajetos e horários, zonas de interface, pontos estratégicos para acerto de horários, afixação de horários em todas as paragens e atribuição de cores a cada linha
A nova rede de transportes passa a incluir o Mobilis 1 (circular sentido Estação), Mobilis 2 (circular sentido Hospital), Mobilis 3 (Gândara dos Olivais (Ponte da Pedra) – Telheiro), Mobilis 4 (Leiria – Andrinos), Mobilis 5 (Leiria – Pinheiros), Mobilis 6 (Leiria – Parceiros (Azoia)), Mobilis 7 (Leiria – Pousos) e Mobilis 8 (Leiria – Cortes).

Alguns circuitos foram alterados para passar a servir, entre outros, a Estação, a Escola Secundária Afonso Lopes Vieira, a Zona Industrial da Cova das Faias, o Casal do Cego e a Quinta de Santa Clara, referiu ao REGIÃO DE LEIRIA Lino Pereira. O vereador responsável pelo pelouro sublinha que a nova rede, a apresentar em breve, resulta de um trabalho efetuado ao longo de um ano e pretende responder às necessidades dos utentes.

Na reunião de 22 abril, o executivo aprovou uma adenda ao contrato de concessão com a RodoTejo, que prevê ainda o aumento do preço do bilhete diário para 2,90 euros, um dos pontos que mereceu a contestação da oposição. A revisão do contrato irá ainda permitir uma poupança de 80 mil euros/ano à Câmara que passa a pagar 112 mil euros/ano a empresa pelo serviço de transporte coletivo urbano.

Levada a reunião da Assembleia Municipal de 30 de abril, a proposta foi no entanto retirada, sendo que a decisão, tomada por unanimidade, deverá adiar o arranque do projeto inicialmente previsto para o final do mês de maio.

(notícia publicada na edição de 24 de abril de 2014 e atualizada)

Martine Rainho
martine.rainho@regiaodeleiria.pt

Apoie o REGIÃO DE LEIRIA

Se chegou até aqui é porque este é um texto que lhe interessa. Por detrás dele há uma equipa e um conjunto de recursos que custam dinheiro e que, para continuarem a existir, precisam da sua ajuda. Gostávamos de lhe explicar como.