Select Page

Treinadores da União de Leiria fazem greve aos treinos

Treinadores da União de Leiria fazem greve aos treinos

Onze treinadores da União de Leiria, das equipas de futebol 5 e 7, estão em greve até ao final da semana. A medida foi tomada ontem à noite, terça-feira, e comunicada à direção, por email.

Na origem desta decisão está o atraso no pagamento dos subsídios mensais pagos aos técnicos e a falta de pagamento do IVA respeitante ao ato único referente à atividade desempenhada no ano de 2016, “uma promessa feita pelo presidente”, explicam os treinadores.

“Entendemos que a direção falhou com o que prometeu, a devolução do valor do IVA, e há avenças em atraso, um ou dois meses que até se vão pagando. O pior é mesmo com o IVA”, diz um treinador de uma das equipas de formação, justificando que a decisão de fazer greve aos treinos desta semana acontece porque não há competição no próximo fim de semana. “É uma forma de demonstrarmos o nosso desagrado com a direção”, acrescenta.

Contactado, Paulo Sarraipa, presidente demissionário da direção da União de Leiria, confirma que há atrasos no pagamento das avenças referentes ao mês de fevereiro “a apenas alguns treinadores” e que “foi acordado com os técnicos que receberiam no dia 24, sexta-feira”, quando o dirigente, ausente do país, regressa a Leiria.

“Estranho por isso esta decisão. Trata-se de uma estratégia do senhor Diogo Neto que andou a instrumentalizar os treinadores, mais uma vez, no sentido de prejudicar a União de Leiria”, afirma.

Relativamente ao pagamento do IVA resultante do ato único elaborado pelos treinadores, Paulo Sarraipa explica que a verba, cerca de 850 euros, seria paga igualmente na sexta-feira, dia 24.

“Querem fazer a União de Leiria uma mercearia, prejudicar o clube e o nome do clube, quando na realidade só estou a cumprir a lei [ao pagar as colaborações através de ato único]”, diz, referindo-se ao antigo vice-presidente da formação da União de Leiria.

Paulo Sarraipa diz ainda ter dificuldades em compreender “porque motivo é que os treinadores do futebol 11 não acompanham esta tomada de posição” e somente os do futebol 5 e 7, quando os atos fiscais a realizar “são iguais para todos”.

Diogo Neto disse ao REGIÃO DE LEIRIA estar surpreendido com a acusação e entende que “não tem qualquer sentido”.

Para esta sexta-feira, às 21 horas está marcada uma assembleia geral extraordinária da União de Leiria, onde será analisada, discutida e deliberada a proposta de destituição da direção e nomeada uma comissão de gestão administrativa, até à marcação de novas eleições.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

A Câmara Municipal da Marinha Grande deve comprar as piscinas de São Pedro de Moel?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo

Share This