Select Page

Concertos para Bebés inspiram três dias de festival em Leiria

A equipa da Musicalmente em 2018: a história de sucesso dos Concertos para Bebés começou há 20 anos Foto: Joaquim Dâmaso

Nos Pousos há ainda grande nostalgia com o fim do Pinhal das Artes. “O festival era da SAMP, mas também para nós era especial. Temos um luto que não está acabado”, confessa Paulo Lameiro, diretor artístico da Musicalmente, a companhia que produz os Concertos para Bebés, o conceito criado pelo musicólogo.

A partir da saudade que deixou o festival – cancelado em 2016 – e a propósito dos 20 anos dos Concertos para Bebés, vem aí um novo festival. Por enquanto chama-se Musicalmente, como a companhia, e vai levar a Leiria três dias (de 23 a 25 de novembro) música, teatro e dança. “Em vários espaços concentrados, nós e um conjunto de artistas convidados, vamos estar de forma intensiva a fazer um festival”.

O evento “será talvez o nosso maior investimento” e “vai viver muito da boa vontade e do esforço sobre-humano de todos nós”, reconhece Paulo Lameiro. Mas apesar da dimensão do desafio importa “montar em 2018 uma oferta festiva e assinalar o aniversário, celebrando com a cidade”, sublinha o diretor artístico da Musicalmente. E, pelo caminho, compensar um pouco as saudades do festival da SAMP no Pinhal de Leiria.

Concertos para Bebés 2018

Uma das novidades dos Concertos para Bebés em 2018 é o lançamento de pequenos filmes explicativos. “Vamos tentar concentrar em três minutos ideias que considero essenciais para a arte, para a educação e para a comunidade hoje”, explica Paulo Lameiro. Os vídeos servirão para tirar dúvidas ou partilhar ideias básicas dos Concertos para Bebés ou da arte para a primeira infância e serão feitos pelo diretor artístico da Musicalmente, por um dos músicos ou performers do projeto ou, até, por espectadores dos concertos.

Musicalmente, um novo palco para Leiria

A casa que já foi uma pequena fábrica de calçado é, desde 2012, a sede da Musicalmente e espaço de de ensaios dos Concertos para Bebés. Em 2018, aquele recanto mágico da Rua da Saudade, nos Pousos, vai finalmente abrir portas ao público, com programação regular. A aposta recai num conjunto de pequenas apresentações, em contraciclo com a atualidade. “Vivemos num mundo de mega produções e ecrãs e isso é muito mau para a intimidade profunda para que a arte é caminho”, afirma Paulo Lameiro.
Rita Grácio, da Musicalmente, recebeu “carta branca” para desenhar um programa que inclui concertos, bailes e ensaios abertos. “Como abrimos a porta da nossa casa, convidámos os nossos amigos”. Alguns projetos paralelos dos Concertos para Bebés vão passar pela Musicalmente, bem como outras caras conhecidas e novos talentos. “O desafio foi olhares para este espaço e mostrarem o que gostariam de partilhar”, explica Rita Grácio.
Os bailes e concertos folk já estrearam o conceito e vão regressar ao longo do ano (o próximo é já dia 26, com Jeremias). Bayan Quartet, David Ramy, Yumiko Ishizuka, Daniel Reis, Paulo Bernardino ou Surma são já nomes confirmados para a casa Musicalmente, um novo palco que se abre aos Pousos e a Leiria.

A sede dos Concertos para Bebés, casa da companhia Musicalmente desde 2012, nos Pousos, abre portas ao público

Programação

26 de janeiro Baile e concerto folk com Jeremias
16 de fevereiro Concerto com Bayan Quartet
16 de março Baile e concerto folk com Natura
23 de março Concerto com Yumiko Ishizuka
13 de abril Concerto com David Ramy
4 de maio Concerto com Daniel Reis
1 de junho Baile exterior e concerto folk com Akhorda 
6 de julho Baile e concerto folk com solista surpresa
13 de julho Fado
7 de setembro Concerto com Paulo Bernardino
12 de outubro Ensaio aberto com Musicalmente e Surma
2 de novembro Concerto aniversário Concertos para Bebés
23, 24 e 25 de novembro Festival Musicalmente
14 de dezembro Concerto de Natal com Paulo Lameiro, Isabel Catarino, Inesa Markava, acompanhados por Yumiko Ishizuka

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Primeira Página

Pergunta da semana

A carregar

Concorda com a criação de um imposto para financiar a Proteção Civil?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Semana de Moldes 2018

Share This