Fevereiro vai chegar acompanhado do frio. A culpa é de ar muito frio que chega graças a uma região anticiclónica que se estende até à Islândia. O penúltimo dia de janeiro até foi pontuado com temperaturas que fazem lembrar a primavera (na região de Leiria a temperatura máxima rondou os 20 graus). E a noite chegou com uma super-Lua, altura em que o satélite natural do nosso planeta atinge o seu ponto mais próximo da Terra.

Mas com a chegada de fevereiro, tudo muda. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê vento forte e descida de temperatura no continente a partir de quinta-feira, primeiro dia do mês. Tudo isso, devido a “vasta região anticiclónica” que vai originar uma massa de ar muito frio.

Explica o IPMA em comunicado que “uma vasta região anticiclónica, relativamente intensa”, que ao meio-dia quinta-feira estará localizada a norte dos Açores e “em crista até à Islândia, vai desencadear “o transporte de uma massa de ar muito frio e seco sobre o território do continente”.

O vento soprará também mais forte – no litoral oeste e nas terras altas terá rajadas até 80 quilómetros/hora – e a temperatura máxima vai descer, não devendo ultrapassar os 13 graus nos próximos dias. Já as mínimas, caem para valores próximo do zero.

Até domingo, o vento deve continuar a sentir-se forte e com rajadas, ainda que acalme um pouco no sábado. Aliás, no sábado há até a possibilidade de alguma precipitação que, caso ocorra, “será sob a forma de neve em cotas baixas”.