Select Page

“Simplesmente escuteiro…” é mote do acampamento regional a decorrer na Batalha

Cerca de 1.500 escuteiros da Região de Leiria-Fátima montaram, na segunda-feira, uma cidade de lona na Quinta do Escuteiro, Batalha, por ocasião do XXI Acampamento Regional (ACAREG) do Corpo Nacional de Escutas (CNE). Ali vão permanecer até domingo, com atividades diversas, dentro e fora de campo.

Subordinado ao lema “Simplesmente Escuteiro”, o ACAREG, que se realiza habitualmente a cada quatro ou cinco anos – o último decorreu em 2013 – está a ser preparado há vários meses, tendo envolvido, aos fins de semana, dirigentes e escuteiros de vários agrupamentos da região. E os trabalhos de preparação são, também, oportunidades de aprendizagem.

Que o diga Daniela Casimiro, licenciada em biologia e mestre em ecologia e gestão ambiental, que nestes dias aprendeu a colocar linho e vedox na montagem de algumas das cerca de 150 torneiras existentes no campo. Ou Alexandre Santos, aluno de engenharia informática, que aprendeu a importância do fio terra na montagem de um quadro elétrico ou no palco onde vão decorrer as apresentações gerais, revela nota da Junta Regional do CNE.

Este ano, e seguindo o imaginário que serve de base ao ACAREG, “cada um tem um desafio de apoiar o ‘Nathi’ que há em si, na (re)-descoberta da essência do escutismo”. “Isso consegue-se refletindo na importância de ser escuteiro e, com esse facto, poder transformar e orientar o rumo da vida pessoal e comunitária”, acrescenta.

Na segunda-feira, lobitos, exploradores, pioneiros, caminheiros e chefes, incluindo um contingente de escuteiros franceses, lançaram mãos à obra para concluir a sua “cidade”, montando tendas, construindo mesas, cozinhas, pórticos e estruturas com madeira e cordas para dormirem e desenvolverem as suas atividades.

As atividades visam também fomentar a interação entre os jovens e as aprendizagens através da constituição de equipas verticais (com elementos das quatro secções, de agrupamentos diferentes). 

A segurança não foi descurada. Além da montagem de uma enfermaria de campo, uma equipa de médicos e enfermeiros está pronta a intervir em caso de necessidade. Foram ainda constituídas equipas de comunicação e imagem, da logística e dos abastecimentos, da pedagogia e animação e outra ainda responsável pelas questões financeiras.

“Quem pudesse visitar esta cidade teria oportunidade de verificar o bulir que tem início logo pela madrugada, à voz de comando da rádio CãoMarcial”, adianta a Junta Regional do CNE.

No sábado, o campo abre portas, a partir das 14h30, aos pais e amigos que pretendam participar na Eucaristia das 16 horas.

Fotografias: Junta Regional do CNE

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos

Primeira Página

Publicidade

Publicidade

Pergunta da semana

A carregar

Defende a criação de Tribunais para julgar casos de violência doméstica?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Região de Leiria no Facebook

Subscrição de newsletter

Share This