Select Page

Volta a Portugal com chegada a Leiria e partida na Marinha Grande

Percurso da etapa 1 da Volta a Portugal

Percurso da etapa 2 da Volta a Portugal

Entre os dias 1 e 2 de agosto, os dez concelhos que compõem a Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (CIMRL) vão receber a passagem do pelotão da Volta a Portugal.

A 81ª edição da prova rainha do ciclismo nacional começa no dia 31 de julho com um prólogo em Viseu. No dia 1 de agosto, o pelotão sai de Miranda do Corvo, que se estreia na competição, e a chegada está prevista para Leiria, passando pelos concelhos do norte  – Castanheira de Pera, Pedrógão Grande, Figueiró dos Vinhos, Alvaiázere (meta volante), Ansião e Pombal (meta volante) – até chegar à capital de distrito. É a 18ª vez que a cidade recebe a final de etapa da Volta e a chegada acontece na reta de 600 metros da avenida Dr. João Soares, em Leiria. A etapa terá 174,4 quilómetros e será uma das poucas oportunidades para sprinters.

No dia 2 de agosto, a cidade da Marinha Grande, que após 29 anos regressa à Volta, é o ponto de partida para a etapa que tem como destino final Santo António dos Cavaleiros (Loures), com uma contagem de terceira categoria, após a mais longa ligação da corrida, com uma extensão de 198,5 quilómetros.

“A volta a Portugal vai voltar em pleno em 2019 a todos os concelhos da área da CIMRL”, revelou fonte da Comunidade Intermunicipal.

O evento custa, aos cofres da CIMRL e dos municípios associados, 100 mil euros mas dado que é um “evento de relevância internacional”, “por si só dá visibilidade, divulga e promove a região”.

“De relevar ainda as dinâmicas económicas geradas à volta deste evento, potenciadas com uma partida e uma chegada na região. Refira-se ainda a forte tradição da região no ciclismo nacional, pelo que é um marco importantíssimo para a região, reforçando fortemente, também, a nossa identidade territorial”, acrescenta a mesma fonte.

A subida à Torre, na quarta etapa, vai regressar, quatro anos depois, à Volta a Portugal em bicicleta, cuja 81.ª edição foi hoje apresentada em Lisboa.

Após três anos de ausência, a subida ao ponto mais alto de Portugal continental volta a fazer parte do percurso, numa edição em que Santo António dos Cavaleiros, em Loures, será o ponto mais a sul.

Em 4 de agosto, 145 quilómetros após a saída de Pampilhosa da Serra, que se estreia na Volta, os ciclistas vão subir à Torre, uma contagem de montanha de categoria especial, ascendendo pela Covilhã e pelas Penhas da Saúde.

Além desta etapa, as grandes decisões devem ficar reservadas para os dois últimos dias, com a subida à Senhora da Graça, em Mondim de Basto, e o contrarrelógio final, no Porto.

Na nona e penúltima etapa, em 10 de agosto, a corrida vai chegar à Senhora da Graça, uma subida de primeira categoria, 133,5 quilómetros da partida de Fafe, onde em 2018 o espanhol Raúl Alarcón (W52-FC Porto) foi coroado vencedor.

No dia seguinte, a Avenida dos Aliados, no Porto, vai acolher o pódio final, após um contrarrelógio de 19,5 quilómetros, com partida em Vila Nova de Gaia e a cidade invicta.

Em relação às equipas, destaque para a presença de cinco equipas continentais profissionais, com a portuguesa W52-FC Porto, dominadora das últimas edições, a ter a companhia das espanholas Caja Rural e Euskadi-Murias, da israelita Israel Cycling Academy e da francesa Arkea Samsic.

As equipas continentais portuguesas Sporting-Tavira, Aviludo-Louletano, Vito-Feirense-PNB, Efapel, Rádio Popular-Boavista, Miranda-Mortágua, LA Alumínios e Oliveirense-Inoutbuild também vão estar presentes.

A completar o lote de equipas vão estar, igualmente do terceiro escalão, a espanhola Euskadi, a angolana Sicasal-Bai, a colombiana Team Medellín, a sul-africana Protouch, a irlandesa Evo Pro Racing e a suíça SRA.

MG com Lusa

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda que a Agência Mundial Antidopagem tenha proibido a Rússia, durante quatro anos, de participar em todas as competições desportivas globais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo