De características consideradas excecionais, a pedra da região atraiu a produção artesanal de cal, do século XVIII até 1995. Agora, há quem queira conhecer ao pormenor esta atividade e estudar os 31 fornos que chegaram aos dias de hoje.

Saiba mais sobre este património industrial e o que está a ser feito para o preservar. As datas e os factos da atividade, o processo de fabrico, o testemunho de forneiros e industriais estão na edição desta semana do REGIÃO DE LEIRIA.

Já nas bancas ou na loja online em www.regiaodeleiria.pt/loja.