José Fonseca,  chefe do Estado-Maior do Exército, destacou hoje, na Batalha, o comportamento das forças militares portuguesas no estrangeiro que, considera, tem sido “exemplar”. 

“O desempenho das nossas forças nacionais destacadas tem sido eficaz, irrepreensível e exemplar”, referiu o  chefe do Estado-Maior do Exército no seu discurso desta manhã, perante os 170 militares que se preparam para partir para uma missão de seis meses no Afeganistão. 

A boa prestação dos militares lusos é, acrescentou José Fonseca, uma “realidade confirmada pelas mais altas individualidades que com as mesmas interagem, mas é também, e sobretudo, sentida pelas populações, que pressentem e vivem o ambiente de segurança proporcionado”.

Esta manhã, o Largo do Condestável, junto ao Mosteiro da Batalha, foi palco para a cerimónia de entrega do Estandarte Nacional às tropas portuguesas destacadas para Cabul, capital do Afeganistão. Trata-se da 4.ª Força Nacional Destacada para o Afeganistão, composta pela Quick Reaction Force (154 militares) e pelo National Support Element (16 militares).

Esta força será integrada no Base Force Protection Group, no aeroporto Hamid Karzai, em Cabul. Este conjunto de militares portugueses terá a seu cargo a missão de “contribuir, de forma decisiva, para a segurança desta infraestrutura. Trata-se de uma tarefa essencial para o cumprimento da missão da força da NATO, nesta instável, imprevisível e arriscada região do globo”, enfatizou José Fonseca.

CSA