É grande a expetativa em torno de Nazaré Tow Surfing Challenge, a nova competição que a Liga Mundial de Surf (WSL) criou para as ondas gigantes da Praia do Norte. As novidades foram apresentadas hoje, 30 de outubro, na véspera do arranque do tempo de espera: de 1 de novembro a 31 de março de 2020 aguardam-se pelas condições ideais para as dez equipas de surfistas de todo o mundo entrarem em prova na água.

“Estamos a criar algo que nunca foi feito antes”, assumiu hoje o diretor da WSL para a Europa. Francisco Spínola acredita que o que nasce este ano na Nazaré pode vir a ser “o maior evento de surf de sempre”, pelas atenções mundiais que vai concitar este e nos próximos anos.

“É a evolução natural do que temos feito nos anos anteriores. Este é o ano zero. Este evento vai crescer massivamente nos próximos anos”, avançou Spínola perante um auditório da Biblioteca Municipal da Nazaré repleto de surfistas e jornalistas estrangeiros.

A expectativa gerada pelo Nazaré Tow Surfing Challenge leva o general manager da WSL, Bill Sharp, avançar que será “dez vezes melhor e de vezes maior” do que a competição de ondas gigantes que, nos anos anteriores, deu fama à Nazaré, que passou “de um sítio agradável para passar o verão para ser o centro do mundo nas ondas gigantes”.

“Hoje, a Nazaré, é semelhante ao que a costa norte do Havai era nos anos 1970. É aqui que encontramos os melhores surfistas, que procuram as maiores e melhor ondas para surfar. Vai ser um espetáculo que o mundo inteiro vai apreciar e ainda vai crescer nos próximos anos”, disse hoje Sharp.

Nome histórico ligado às ondas gigantes, Garrett McNamara lembrou o longínquo ano de 2010, quando escreveu e-mails aos amigos a convidá-los a descobrirem as “condições únicas da Nazaré”.

“Disse-lhes que tinham de vir e ninguém acreditou em mim. Hoje é muito bom ver-vos agora todos aqui”, disse, dirigindo-se aos muitos surfistas presentes na sala.

O norte-americano avançou que o novo modelo preparado pela competição “é melhor” que o anterior e vai garantir “mais segurança e ser mais divertido”.

Já o presidente da Câmara da Nazaré considerou o lançamento da Nazaré Tow Surfing Challenge “um momento muito importante para a história presente e futura da Nazaré”.

Walter Chicharro lembrou que, à conta das ondas gigantes, “a Nazaré é já uma marca mundial”:

“Provámos, pelo trabalho do Garrett e de outros que vieram para a Nazaré, que as maiores ondas do mundo estão aqui na Praia do Norte. Para mim é altamente realizador ver este meu sonho e de muita gente realizado”.