Select Page

Concertos para Bebés vão ser artista residente em Barcelona até 2023

Concertos para Bebés vão ser artista residente em Barcelona até 2023

O projeto Concertos para Bebés vai ser artista residente em Barcelona, no Palácio da Música Catalã, em Espanha, a partir de 2020 e até 2023, anunciou hoje o responsável da companhia Musicalmente, de Leiria. 

Numa comunicação pela internet a partir de Bucareste, na Roménia – onde a companhia está a realizar uma digressão de 12 concertos – Paulo Lameiro revelou que a Musicalmente foi convidada para conceber, pelos Concertos para Bebés, “três programas novos, a apresentar até 2023”.

A proposta do “Palau de la Música Catalana”, onde os Concertos para Bebés dão espetáculos há dois anos, compreende “três desafios” a desenvolver ao longo dos três próximos anos.

“Em cada um destes anos vamos trabalhar com as equipas de artistas do ‘Palau de la Música’, para fazer acompanhamento artístico e trabalhar com as equipas da música e também da dança e com eles discutir o que é hoje produzir cultura para a primeira infância”, explica o responsável e criador de Concertos para Bebés. 

No final da residência, o objetivo é montar “um grande projeto” conjunto entre as equipas do Palácio da Música Catalã e da Musicalmente, que seja possível apresentar em 2023 em Barcelona e também em Leiria.

A festejar 21 anos, os Concertos para Bebés apresentaram hoje a programação para 2020, que levará espetáculos para crianças e famílias a Leiria (onde se vão passar a realizar à tarde), Sintra, Coimbra, Loulé e Pombal.

O ano vai começar com um concerto especial, sublinhou Paulo Lameiro: “Os solistas de janeiro serão os nossos filhos”. Ou seja os músicos e bailarinos titulares vão dar lugar aos filhos, vários deles estudantes de música, que foram crescendo com o projeto da companhia Musicalmente e que vão cantar, dançar ou tocar instrumentos como alaúde ou oboé.

Mas, sublinha, “os Concertos para Bebés não existem para produzir músicos profissionais, existem para nutrir, enriquecer, experiência de vida das famílias com bebés e crianças pequenas”.

Também no início do ano os Concertos para Bebés vão lançar um novo disco, intitulado “Amigos”, que resume 21 anos de história e em que participam vários artistas que têm colaborado, como Luísa Sobral, Surma ou o fadista Ricardo Parreira. 

A nível da internacionalização, a companhia de Leiria prepara-se para viajar pela primeira vez à Coreia do Sul para participar num “importantíssimo festival em Seul”.  

Ao longo de 2020, a Musicalmente vai estrear onze novos programas dos Concertos para Bebés, explorando temas que vão das tradições do Entrudo em Portugal à cenografia, convidando ainda instrumentistas diversos e artistas como Luísa Sobral ou Surma. O pianista e compositor jazz Daniel Bernardes será o compositor residente, preparando para outubro um concerto especial. 

Lusa

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Pergunta da Semana

A carregar

Concorda que a Agência Mundial Antidopagem tenha proibido a Rússia, durante quatro anos, de participar em todas as competições desportivas globais?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo