concertos para bebés com Luísa Sobral
Luísa Sobral é uma das convidadas da primeira temporadas dos novos Concertos para Bebés em Casa Foto: Joaquim Dâmaso

Os Concertos para Bebés vão ser transmitidos para casa das famílias pela internet, adotando um novo modelo que responde às limitações impostas pela pandemia de Covid-19, anunciou hoje o diretor artístico.

Criados há quase 22 anos, os Concertos para Bebés, produzidos pela companhia Musicalmente, tinham uma intensa agenda para este ano, mas tudo foi cancelado, obrigando a repensar esta proposta para a primeira infância e famílias.

“Um concerto ao vivo não se substitui por uma transmissão pela internet. Um concerto não é somente a experiência física, acústica, térmica, social ou de repertórios”, explicou hoje Paulo Lameiro, na apresentação de Concertos para Bebés em Casa. “Os concertos são circuitos de energias, um sistema que se alimenta e contamina de emoções, e isto nunca pode acontecer online”.

A partir de 31 de maio até julho, cinco concertos serão transmitidos desde os Pousos, em Leiria, num espaço preparado na sede da Musicalmente para levar a casa dos assinantes espetáculos em direto, com convidados especiais.

“Ao longo deste confinamento não estivemos parados”, frisa o diretor artístico, lembrando os vídeos partilhados. Esse exercício funcionou como “laboratório” para o formato que responde a uma mudança radical: “Durante os próximos meses – ou anos – nunca mais entraremos numa sala de concertos da mesma forma”.

Por isso, a equipa desenvolveu um formato que mantém os princípios originais do projeto, acrescentando-lhe ingredientes para “levar o palco a casa dos bebés, trazer os bebés à sala onde estão os intérpretes” e “intensificar e explorar outras formas de aproximar o público dos intérpretes”.

Com a internet saturada de proposta culturais, os Concertos para Bebés em Casa querem fazer diferente: “Os pais vão ser convidados a preparar as suas salas em casa, como um palco ou uma sala de concertos”, avança Paulo Lameiro.

Um “guião técnico” ajudará a dispor “a luz, a dramaturgia, os objetos, os tapetes, a altura da televisão e a altura a que o bebé vai estar”. Um dos elementos mais velhos da família será convidado a assumir funções de “luminotécnico” e de “diretor de cena” doméstico, para que haja maior eficácia e cumplicidade.

Em sentido inverso, os músicos e intérpretes serão sensibilizados por fotografias de concertos antigos e por imagens e vídeos enviados pelos pais em tempo real, “para poder vivenciar e ter um bocadinho da experiência lá de casa”.

“Será uma experiência o mais única e o mais camerística possível”, salienta, prometendo o regresso aos palcos quando houver condições de segurança. Mas o formato online veio para ficar, porque permite chegar “a muitas pessoas que moram em Bragança, Faro ou no Alentejo” e também ao público internacional. A par disso, o preço dos bilhetes para esta versão dos Concertos será consideravelmente mais barato e acessível a toda a família, frisa Paulo Lameiro.


Concertos

31 de maio
“Danças com harpa”, com Ana Castanhito (harpa)

“Bailamos com as cores. Sim, são 47 cordas que pintam o ar de azul e vermelho, e os dedos da Ana Castanhito bailam sobre as cores para nos encantar com danças de todos os tempos. Será uma harpa que visitará os Concertos para Bebés, e bastará o primeiro passo de dança da solista convidada para todos iniciarem uma viagem de memórias e sonhos”.

14 de junho
“Embalos da Luísa”, com Luísa Sobral

“‘Onde foi o avô’ é uma das canções que todos temos dentro de nós, mas só a Luísa foi capaz de traduzir em sons e palavras. Só os muito grandes conseguem aceder a este património afectivo do mundo, e a Luísa Sobral está entre eles. Mas esta é só uma de muitas canções que ouviremos neste concerto, pela ternurenta Luísa que atrai os ouvidos de bebés atentos. Um concerto de ternura e poesia, com a cumplicidade e o talento de uma artista única, que canta como mãe e toca como é”.

21 de junho
“O bebé virtuoso”, com Hugo Correia (contrabaixo e eletrónica)

“Com o Hugo Correia cada concerto é uma surpresa. De virtuosismo, de intensidades, de brincadeiras, de sonhos e de sorrisos. Ele toca contrabaixo numa orquestra, que vai trazer para este concerto, mas o seu amigo gigante não intimida os bebés. A fazer companhia a este elefante borralheiro o Hugo traz sempre muitos fios e botões. Embrulha o contrabaixo e outros instrumentos nos botões e nos fios, e depois ali ficamos a ouvir e a pensar porque fazem aquelas caras os bebés!”

28 de junho
“Dos campos ao pinhal”, Rodrigo Carreira (trompa)

“Ao longe ouvimos os caçadores das histórias, onde há princesas e animais. E depois o som vai-se enrolando, enrolando, enrolando, e de tanto viajar à roda torna-se macio e brilhante. Os bebés gostam de espreitar para aquela grande campânula onde o Rodrigo mete a sua mão, e com ela transforma os sons e as suas cores. Umas muito agudas e penetrantes, outras aveludadas e graves. Nasce ali um autêntico pinhal de encantamentos, por onde gatinham bebés e pais em sua busca”

12 de julho
“Sordunas e outras guloseimas”, com Pedro Pereira (fagote) e Gonçalo Pereira (contrafagote)

“As Sordunas e Dulcianas são instrumentos de sopro muito antigos. Feitos com tubos de madeira e produzindo o som com uma palheta dupla, são antepassados dos nossos fagotes e contrafagotes. Nenhum som é mais saboroso para um bebé do que um contrafagote, e não há duetos mais doces do que os de fagotes. Sabores que vibram como nenhuns outros as bochechas dos bebés, e pintam o ar de timbres recheados. E para nos oferecer estes sons só mesmo os irmãos Pedro e Gonçalo Pereira, que foram os primeiros alunos do Berço das Artes SAMP, e agora voltam como solistas convidados”.

Bilheteira e ofertas

Os Concertos para Bebés em Casa são pagos e podem ser adquiridos no site do projeto a partir de dia 20 de maio: a assinatura para toda a temporada de 5 espetáculos custa 20 euros. Também é possível assistir a cada um dos concertos, por 5 euros.

A Musicalmente preparou um conjunto de ofertas para recompensar as primeiras famílias a “marcar lugar”: o primeiro assinante receberá uma almofada dos Concertos para Bebés, objeto que marca o cenário dos espetáculos e que estará à venda no site, para permitir levar um pouco dos Concertos para a cenografia doméstica, explicou Paulo Lameiro. “Foram muitos anos a desenvolver um modelo de almofada que pudesse ser para um bebé ou criança e também para um adulto”.

A segunda, terceira, quarta e quinta assinatura terá direito a três instrumentos dos Concertos para Bebés: um ovo shaker, um sapo reco-reco e uma flauta de nariz. E também, “em primeira mão” o terceiro CD dos Concertos para Bebés.

Os restantes assinantes, até ao décimo, têm direito ao pacote de três instrumentos.

A par destas ofertas, os primeiros 20 assinantes garantem o privilégio de assistir ao vivo e em exclusivo (uma família de cada vez, a agendar) a uma emissão ou ensaio dos Concertos para Bebés na sede da Musicalmente.