O trânsito parou esta segunda-feira, ao final do dia, no centro da cidade de Leiria, para “deixar” passar a manifestação #nemmaisuma pela eliminação da violência contra as mulheres.

Perto de duas centenas de pessoas de todas as idades, maioritariamente do sexo feminino, responderam ao apelo da associação Mulher Século XXI, que, com o apoio de várias entidades, entre as quais a Câmara de Leiria, o Departamento de Investigação Criminal e Ação Penal de Leiria, o Grupo de Leiria da Amnistia Internacional e a PSP.

“Não é não”, “Nem mais uma”, “Queremos todas vivas”, “O lugar da mulher é onde ela quiser” são algumas das palavras de ordem que marcaram o protesto contra a violência doméstica e em homenagem às 25 mulheres que morreram este ano em Portugal em contexto de violência doméstica.

Vestidos de pretos e munidos de cartazes, os participantes percorreram o troço entre o largo 5 de Outubro e o largo da República, apelando à denúncia e a uma mudança de paradigma que vise pôr fim à violência contra as mulheres.

Até 15 de novembro, a Mulher Séc. XXI registou 174 novos casos de violência doméstica, mais 18 do que em todo o ano de 2019.

Martine Rainho
Jornalista
martine.rainho@regiaodeleiria.pt

Joaquim Dâmaso 
Fotojornalista
joaquim.damaso@regiaodeleiria.pt