Assinar

“Elsa” passou mas estragos ficaram

Os campos do Lis, em Amor, continuam interditados neste domingo e, em Pedrogão Grande, a ponte que desabou levou a GNR a interditar a área.

Bombeiros de Leiria em Soure

Os campos do Lis, em Amor, continuam interditados neste domingo e, em Pedrogão Grande, a ponte que desabou levou a GNR a interditar a área

Clique nas setas para percorrer a galeria de fotos

Embora as condições meteorológicas tenham acalmado após a passagem da depressão “Elsa”, o distrito de Leiria continua a registar danos. Na manhã deste domingo, 22, o REGIÃO DE LEIRIA pôde verificar que a estrada entre a Estação Elevatória e a Serra de Porto de Urso, na freguesia de Amor, permanece submersa e interditada ao trânsito, com a água à altura dos joelhos. “A situação mantém-se nos campos do Lis”, confirmou uma fonte do Comando Distrital de Operações e Socorro (CDOS) de Leiria, ao início da tarde.

Em Outão, concelho de Pedrógão Grande, uma ponte localizada na Rua dos 7 Ofícios sofreu um “colapso total” na passada sexta-feira, por volta das 22 horas, e a área está interditada, informou a Guarda Republicana Nacional (GNR). “É uma ponte que liga duas localidades pequenas”, acrescentou a autoridade, lembrando que o acesso entre Outão e Pinheiro da Piedade deve agora fazer-se através da Rua do Moinho.

No distrito de Coimbra, as cheias parecem não dar tréguas. Em auxílio às populações, os Bombeiros Voluntários de Vieira de Leiria têm-se deslocado ao concelho de Soure e, neste domingo, registaram o mesmo cenário. Em Montemor-o-Velho e Alfarelos o horizonte é um mar de água depois de o Mondego ter galgado as margens, conforme os registos feitos por Hélio Madeiras, bombeiro voluntário que se encontra na região ao serviço da Força Especial de Bombeiros (FEB).

JG

Tenha acesso ilimitado a todos os conteúdos do site e à edição semanal em formato digital.

Se já é assinante, entre com a sua conta. Entrar