O secretário de Estado Adjunto e da Educação reconhece que a discussão em torno do combate à retenção foi estéril e que é necessário relembrar o essencial: o aluno sabe ou não sabe. Se não sabe, reter não é solução. Desta e de outras convicções fala na entrevista que dá esta semana ao REGIÃO DE LEIRIA.

Leia na edição em papel e também em formato digital, através da nossa loja online.