Select Page

Foca Légua já come peixe e volta ao mar aos dois meses

No espaço de cinco dias três juvenis de foca-cinzenta apareceram na costa portuguesa e estão a ser acompanhadas pelo Centro de Reabilitação de Animais Marinhos (CRAM-Ecomare).

O surgimento destes animais não é invulgar mas acontece, explica Marisa Ferreira, coordenadora do CRAM-Ecomare, “após os animais se tornarem independentes (são desmamados ao fim de 18-21dias) e iniciarem movimentos naturais de dispersão”, apanhando correntes que os trazem até à costa.
A primeira situação registada, a 29 de dezembro, foi em Alcobaça, na praia da Légua, localidade que acabou por dar nome à foca. A espécie apresenta problemas respiratórios e ferimentos que podem ter sido causados pelo arrojamento (por exemplo embate contra rochas), “escoriações que inspiram alguns cuidados”, explica a responsável.

Para iniciar o ano da melhor maneira, no dia 1 de janeiro, a foca começou a comer peixe por si e continua sob vigilância.

“Assim que estiver bem de saúde e sem medicação será transferida para um tanque para exercitar a natação e comer peixe na água. Será planificada a sua devolução assim que atingir 40 kg de peso”, mais ou menos quando atingir dois meses de idade, acrescenta Marisa Ferreira.

As outras duas focas resgatadas em Ovar e Sintra, pelo CRAM, receberam igualmente o nome das praias onde foram encontradas: Maceda e Pequena.

Já esta semana, o CRAM divulgou que na terceira semana de recuperação, as focas “já se alimentam sozinhas e estão a ganhar peso”. A foca Légua suspendeu a medicação e foi transferida para tanque para exercitar e ganhar peso. A Maceda foi também “transferida para um tanque onde tem acesso a água e continua a fazer tratamentos” e a Pequena permanece com os tratamentos, revelaram os responsáveis do Centro.

(Artigo publicado a 9 de janeiro de 2020 com atualização do ponto de situação dos animais, a 14 de janeiro, informação presente no último parágrafo).

Marina Guerra
Jornalista
marina.guerra@regiaodeleiria.pt

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Primeira Página

Publicidade

Pergunta da Semana

A carregar

As autarquias deveriam aplicar coimas aos feirantes pelo lixo deixado no recinto dos mercados de rua?

Obrigado pelo seu voto!
Já votou nesta pergunta!
Selecione uma das opções!

Publicidade

Newsletter Região de Leiria

app repórter no mundo