Assinar Edições Digitais
Alcobaça

Orçamento do Estado destina 5,2 milhões de euros ao Centro Hospital de Leiria

A ampliação da Urgência Geral, do Hospital de Dia e da Unidade de Ambulatório de Pneumologia e a alteração do Bloco Operatório do Hospital de Leiria são alguns dos investimentos contemplados.

O plano de investimentos para 2020 prevê ainda intervenções nos hospitais de Alcobaça e de Pombal Foto de arquivo: Joaquim Dâmaso

O Centro Hospitalar de Leiria vai investir mais de um milhão de euros na construção da Unidade de Internamento de Cuidados Paliativos, em Alcobaça, e na alteração do Bloco Operatório, em Leiria, anunciou hoje a instituição.

O plano de investimentos do Centro Hospitalar de Leiria, que integra os hospitais de Alcobaça, Leiria e Pombal, conta com um investimento de 5.2 milhões de euros para 2020, que serão alocados a um conjunto de obras nestas três unidades de saúde.

Na proposta, que hoje foi apresentada aos deputados do PS na Assembleia da República eleitos pelo círculo de Leiria, está contemplada a construção da Unidade de Internamento de Cuidados Paliativos no Hospital de Alcobaça, com o valor de 606 mil euros.

No Hospital de Santo André (HSA), em Leiria, prevêem-se obras para a alteração do Bloco Operatório, num investimento de 464 mil euros para 2020, a que acresce o mesmo valor em 2021.

Nesta unidade de saúde estão projetadas ainda intervenções na reabilitação estrutural do Serviço de Medicina Física e de Reabilitação, estimadas em 474 mil euros (acresce 474 mil euros para 2021), a reorganização estrutural do Serviço de Pediatria, com um custo previsto de 369 mil euros, a remodelação e ampliação do Serviço de Urgência Geral, orçado em cerca de 336 mil euros (acresce 336 mil euros para 2021), a remodelação e ampliação do Hospital de Dia, com o valor de 252 mil euros e a a ampliação da Unidade de Ambulatório de Pneumologia, orçada em 217 mil euros.

No Hospital de Pombal está prevista a construção da Unidade de Internamento de Cuidados de Convalescença, num investimento de cerca de 400 mil euros (acresce 400 mil euros para 2021).

Ao nível da aquisição de equipamentos, o plano prevê o reforço de apetrechamento do Serviço de Imagiologia do HSA, com a compra de um angiógrafo, estimado em 861 mil euros, a aquisição de duas salas de raio-X, orçada em 307 mil euros (acresce 307 mil euros para 2021) e a aquisição de um ecógrafo, estimado em 98 mil euros.

Estão também contemplados a aquisição de equipamento médico-cirúrgico, orçado em 370 mil euros, a compra de equipamento informático, estimado em 100 mil euros, e de um Arco em C portátil com intensificador de imagem para o Bloco Operatório do HSA, com o valor de cerca de 100 mil euros.

“Congratulamo-nos com a inclusão do nosso plano de investimentos no Orçamento do Estado para 2020, o que nos permite intervir em várias áreas e unidades, de forma a podermos continuar a promover cuidados de saúde adequados e especializados aos utentes que nos procuram”, afirmou o presidente do Conselho de Administração (CA) do CHL, Licínio de Carvalho,, em comunicado.

Segundo o responsável, este financiamento vem “colmatar” muitas das “necessidades estruturais e físicas” do CHL, possibilitando “oferecer mais e melhores condições para continuar a prestar cuidados de qualidade”.

“É com muito entusiasmo que o CA irá desenvolver e garantir o exercício deste plano de investimentos que viabilizará a retoma do crescimento e da diferenciação do CHL, no seu conjunto: Leiria, Pombal e Alcobaça”, concluiu.

Os quatro deputados do PS visitaram hoje o HSA e reuniram com o CA do CHL para assinalar o plano de investimentos.

Raul Castro, um dos deputados do PS presentes, salientou a “importância da aplicação deste investimento na Saúde, e em especial, na área de influência do CHL, que agora pode continuar a crescer e a oferecer cuidados de saúde de excelência”, refere a mesma nota.

Lusa