O projeto vencedor do Orçamento Participativo 2019 de Ansião chama-se “Ansião ReAnima” e consiste na colocação de 18 desfibrilhadores automáticos externos (DAE) em locais públicos do concelho, um investimento municipal superior a 41 mil euros.

O nome do vencedor foi revelado numa sessão realizada na sexta-feira, dia 21, no Centro Cultural de Ansião, e os DAE passam a estar disponíveis, a partir de maio, em sítios como centros de saúde, escolas, juntas de freguesia, lares e pavilhões desportivos.

André Teodósio, representante da empresa que implementará o programa, salientou “o grande compromisso social dos voluntários (108), cujo papel poderá ser preponderante para salvar vidas em situação de paragem cardiorrespiratória”.

Na sua intervenção, aludiu à formação em suporte básico de vida e DAE a que estarão sujeitos os voluntários “a fim de ficarem habilitados para proceder às necessárias manobras de reanimação”.

O presidente da câmara municipal, António José Domingues, congratulou-se com “a implementação de um projeto que tanto envolve a comunidade civil e com tamanha relevância para a população, cujo desígnio consiste em salvar vidas”, perante uma assistência composta sobretudo pelos voluntários que vão operar os equipamentos.