A intervenção é reclamada há vários anos pela população e pelos comerciantes  Foto: Street view

A Câmara de Alcobaça vai avançar com a retirada de placas de amianto do telhado do mercado de Alfeizerão, obra que vai obrigar a realojar os comerciantes temporariamente num espaço alternativo.

O concurso público para a substituição do telhado do mercado de Alfeizerão “deverá estar concluído até 15 de março e até ao final do mês deverá ser feita a adjudicação”, disse hoje à agência o vice-presidente da Câmara de Alcobaça, Hermínio Rodrigues (PSD).

A obra, orçada em 45 mil euros, tem um prazo de execução estimado de 45 dias durante os quais “os comerciantes terão que ser realojados”, acrescentou o vereador, admitindo que a solução poderá passar “pela colocação de uma tenda no espaço entre o mercado e o centro escolar” daquela freguesia do concelho de Alcobaça, no distrito de Leiria.

A intervenção era “reclamada pela população e pelos comerciantes há vários anos”, segundo o presidente da Junta de Alfeizerão, Leonel Ribeiro (PSD), para quem “a melhoria das condições é essencial para atrair mais comerciantes”.

O mercado, um dos mais antigos da freguesia, conta atualmente com “apenas cinco comerciantes”, embora segundo o autarca tenha capacidade para “mais do dobro”.

A junta de freguesia realizou há seis anos algumas melhorias no edifício mas, segundo o autarca, “é crucial retirar os materiais nocivos para a saúde para se poderem atrair mais comerciantes para o mercado”, localizado a cerca de cinco quilómetros de S. Martinho do Porto, uma das principais estâncias balneares do concelho de Alcobaça.

Lusa