O Hospital de Santo André, em Leiria, “voltou este mês a ser a referência para o atendimento de utentes de Ourém em situação de urgência, assim como para o seu transporte por parte do INEM [Instituto Nacional de Emergência Médica]”, anunciou a Câmara de Ourém.

“Esta foi uma das reivindicações apresentadas pelo presidente da câmara, numa reunião com a ministra da Saúde, em abril do ano passado, e num encontro com o secretário de Estado da tutela, a 3 de janeiro, igualmente a propósito dos constrangimentos identificados pelo município na área da saúde”, explicou na quinta-feira, 20, a autarquia de Ourém.

No início de fevereiro, “um encontro de trabalho [entre as várias entidades envolvidas] permitiu agilizar processos e operacionalizar métodos de atuação mais eficazes, resultando daí uma nova diretiva, segundo a qual Leiria passa a ser o hospital de referência para os utentes oureenses, ao contrário do que vinha sucedendo no caso do INEM, que tinha Abrantes como destino-tipo”, adianta a câmara municipal em comunicado.

“Por solucionar continuam questões propostas pelo município, como a criação de um novo serviço de urgência no Centro de Saúde de Ourém (SAP – Serviço de Apoio Permanente), a funcionar durante a semana, por forma a aliviar a afluência de oureenses ao serviço de urgências do hospital de Leiria”, conclui.